Briefing

Início > Comunicação > É mulher? Há uma app que conta quantas vezes os homens a interrompem

É mulher? Há uma app que conta quantas vezes os homens a interrompem

quarta, 08 março 2017 13:14

É sabido que Trump interrompeu Hillary 51 vezes durante o primeiro debate da corrida à presidência dos Estados Unidos. E este facto inspirou a agência BETC de São Paulo a lançar uma campanha contra o fenómeno de Manterrupting. Com uma aplicação que permite contar quantas vezes um homem interrompe uma mulher, desnecessariamente.

"À primeira vista, pode parecer um problema pequeno, mas que reflete questões mais profundas da desigualdade de género no trabalho e na sociedade. O aplicativo é uma forma de mostrarmos que, na verdade, a interrupção é real e alarmante", comenta Gal Barradas, sócia fundadora da agência.

Para identificar as interrupções, a app - disponível para iOS e Android - pede à utilizadora que registe a voz e depois, graças ao microfone do telemóvel, consegue detetar o número de interrupções durante o período em que a funcionalidade estiver ativa. Identifica se a interrupção é feminina ou masculina e, neste caso, assinala os momentos da interrupção. Além disso, transforma as interrupções em dados, em tempo real. As conversas não ficam gravadas, apenas o número de interrupções, a duração e a data.

Esta aplicação foi pensada para ser usada sobretudo em momentos profissionais, como reuniões ou apresentações. "Queremos que os homens se perguntem: será que estou fazendo isso sem perceber? Afinal, do que adianta ter mais mulheres em uma sala de reunião se ninguém escuta o que elas têm a dizer?", afirma Gal Barradas.

A agência prevê apresentar em breve uma análise dos dados recolhidos em todo o mundo, com números sobre as interrupções por país e ao minuto, comparando, por exemplo, regiões e faixa etária.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Vídeo

Modificado em quarta, 08 março 2017 13:57
Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2016 briefing     Ficha Técnica  Estatuto Editorial