Briefing

Início > Entrevistas > A Rita quer “quebrar barreiras e desmistificar tabus” com o OLX Live Market

A Rita quer “quebrar barreiras e desmistificar tabus” com o OLX Live Market

quinta, 17 agosto 2017 13:26   Rita Sousa Marques, responsável pelo OLX

A Rita quer “quebrar barreiras e desmistificar tabus” com o OLX Live MarketCinco anos depois de chegar a Portugal, o OLX foi para a rua com o OLX Live Market, um mercado com espaços destinados a anunciantes do portal e a vendedores de marcas 100% portuguesas. Rita Sousa Marques, responsável pelo projeto, explica o objetivo de atingir um target mais jovem e feminino, desmistificando o comércio online. Mas claro que os números também são importantes: a ambição é atrair mais anunciantes e mais compradores para a plataforma digital.

Briefing | O que levou à criação do OLX Live Market? Que objetivos pretendem ver alcançados?

Rita Sousa Marques | O OLX Live Market foi criado como uma ação inovadora no seguimento da estratégia do novo posicionamento do OLX - ser reconhecido como um marketplace mais trendy – resultado de algumas mudanças de comportamento que verificámos em categorias como 'Moda' e 'Bebé e Criança', que para além do interesse por artigos em segunda mão, passaram a vender e a comprar as últimas novidades de marcas conhecidas e reconhecidas internacionalmente. Detetámos uma oportunidade e adaptámos a estratégia para atingir um target mais jovem e feminino, os utilizadores mais ativos nestas categorias.

Na prática, o OLX Live Market é a extensão de um mercado online para um mercado offline. Pretendemos aproximar vendedores e compradores, ajudar os nossos anunciantes e marcas a potenciar as suas vendas e a escoar stocks e quebrar barreiras que ainda possam existir face às vendas online – mostrar que o OLX é seguro, que tem produtos variados e de qualidade e onde se podem concretizar ótimos negócios.

A primeira edição foi um sucesso, tanto os anunciantes como as marcas presentes ficaram bastante satisfeitos e a recetividade das pessoas que frequentaram o mercado foi ótima – na maioria famílias jovens. Neste momento estamos focados na 2ª edição que será já dia 16 de setembro com a temática de 'Moda' e prevemos que a adesão seja igualmente boa, com várias centenas de visitantes.

Briefing | Qual é o público alvo para o OLX Live Market?

RSM | O público alvo principal deste evento é um público maioritariamente jovem e feminino, que vai ao encontro da nova estratégia do OLX e das diferentes temáticas para as quatro edições do OLX Live Market - Bebé e Criança, Moda, Móveis e Decoração e Bebé e Criança, respetivamente.

Briefing | Como se integra a realização deste evento na estratégia de marketing?

RSM | Todas as ações que a marca tem vindo a desenvolver – campanhas com presença online e nas redes sociais com bloggers e youtubers – e incluindo o OLX Live Market, vão ao encontro do novo posicionamento e o segmento jovem e feminino no qual estamos focados neste momento. O público feminino por norma gosta de ver os produtos ao vivo antes de os comprar – gosta de tocar, ver a qualidade, falar com os vendedores, criar empatia. No fundo, as mulheres procuram um envolvimento mais emocional quando realizam uma compra. O OLX Live Market irá permitir esta aproximação entre quem vende e quem compra, mostrar a variedade e qualidade dos produtos e fomentar a confiança nas transações, espelhando o que podem encontrar na plataforma, algo que foi bem conseguido na primeira edição.

Briefing | De que forma estes eventos podem contribuir para o desenvolvimento da plataforma digital?

RSM | Este tipo de eventos tem como objetivo quebrar barreiras e desmistificar tabus que existem relativamente ao comércio online. Não só ajudamos a potenciar as vendas dos nossos anunciantes, como mostramos a quem compra a variedade e qualidade dos produtos que pode encontrar no OLX. Se a mensagem for bem-recebida, então sabemos que estamos a aumentar a confiança, a quebrar preconceitos e que o OLX será top-of-mind na próxima compra ou venda, o que consequentemente aumentará o número de anúncios, contactos e utilizadores no OLX.

Briefing | De que modo é que esta ação atrai público? E em que medida pode contribuir para o aumento das vendas?

RSM | É do conhecimento geral que as mulheres têm uma presença mais assídua em mercados e feiras, pois gostam de ver os produtos ao vivo, de fazer perguntas e tomar uma decisão de compra de algo palpável. É precisamente este segmento feminino que queremos continuar a atingir nas próximas três edições com os temas variados que temos planeado e mostrar o que podem encontrar no OLX 'digital' e a facilidade com que é possível vender e comprar. No fundo, estamos a mostrar que há um rosto por trás de quem vende e quem compra e que o processo de transação não tem que ser complexo. O objetivo é que, igualmente ao que aconteceu na 1ª edição, os anunciantes e marcas que convidámos a estarem presentes em cada evento consigam potenciar os seus negócios e de futuro utilizem o OLX como plataforma para continuar a impulsionar as suas vendas. O feedback tem sido muito positivo de ambas as partes – vendedores e visitantes – por isso acreditamos que estamos num bom caminho. No OLX apenas conseguimos determinar o número de anúncios inseridos por utilizadores e os contactos realizados entre vendedor e comprador, não temos forma de saber se efetivamente o negócio foi concretizado. No entanto, o nosso objetivo é que através deste tipo de ações estes números aumentem, tanto a nível de anunciantes como utilizadores interessados em comprar. Além disso, contamos sempre com o feedback de ambas as partes, indo sempre ao encontro daquilo que os nossos utilizadores procuram.

Briefing | De que maneira o espaço digital pode ajudar na concretização destes eventos?

RSM | Hoje o espaço digital tem uma relevância enorme na vida das pessoas. É lá que se encontram os produtos que procuramos, mas também os que não estamos à procura e que nos chamam a atenção. Igualmente para os eventos, o espaço digital assume uma importância, basta ver a quantidade de plataformas que nos permitem descobrir eventos com que nos relacionamos. Com esta iniciativa pretendemos juntar o espaço digital e o espaço físico, dando um passo importante para a estratégia da nossa marca, mas também dos nossos utilizadores.

Briefing | Como pretendem agilizar as redes sociais em prol da marca e dos eventos?

RSM | As redes sociais do OLX são sempre adaptadas consoante a estratégia que temos em vigor. Neste momento temos uma campanha a decorrer com o claimming "Já não usas? Já Pro OLX", que conta com a participação da atriz e Youtuber Sofia Arruda e a Youtuber Helena Coelho, especialista em maquilhagem; temos realizado parcerias com bloggers de lifestyle e moda e beleza, assim como campanhas call to action, para que os utilizadores vejam e imediatamente pensem no que podem vender e comprar no OLX. Neste sentido, as nossas redes sociais – Facebook e Instagram - têm estado ativas com as campanhas que temos no momento, os produtos que é possível encontrar no OLX (agora com mais exemplos de moda), com a partilha de informações sobre o OLX Live Market e fotografias da 1ª edição, incentivando a que as pessoas adiram ao evento, tendo sido criada uma página no Facebook neste sentido. Procuramos sempre que a estratégia seja consistente e haja um fio condutor em todos os nossos canais de comunicação.

Briefing | Como se posiciona o OLX no mercado?

RSM | Desde que o OLX surgiu em Portugal em setembro de 2012 que se posicionou como um portal de classificados e tem sido percecionado como tal até então, fruto de uma forte campanha publicitária inicial em todos os canais de televisão generalista, cabo, bem como nas principiais rádios nacionais, outdoors, internet e toda a restante comunicação que temos vindo a desenvolver junto do público. O OLX rapidamente se tornou top of mind e no portal de classificados líder em Portugal. Agora, o objetivo do OLX passa pelo reconhecimento de um marketplace mais trendy para moda, móveis e decoração e artigos bebé e criança.

Briefing | Que ferramentas usa a OLX para se promover?

RSM | O OLX utiliza diferentes canais de comunicação para se promover e passar as suas mensagens chave, desde campanhas nos meios tradicionais ao online e redes sociais, parcerias estratégicas, patrocínios em eventos, workshops, presença em feiras ou o contacto com meios de comunicação.

Briefing | Com estes eventos o OLX passa a apresentar-se como marca. O que determinou esta alteração? Porquê agora?

RSM | Desde o primeiro momento que nos assumimos como uma marca. Recordo a nossa campanha em 2012 e 2013, o OLX tornou-se numa das marcas com maior notoriedade em Portugal. O que estamos a fazer agora é apenas um reposicionamento de marca, que sendo muito relevante na vida dos portugueses no espaço digital, pretende também sê-lo no espaço físico.

Briefing | Esta é uma mudança global?

RSM | O OLX é uma marca global e tem vindo a evoluir no mesmo sentido, em tornar-se numa referência na compra e venda entre consumidores.

Briefing | Qual é a abordagem ao mercado em termos de estratégia de marketing?

RSM | A abordagem que temos vindo a seguir: oferecer um produto cada vez mais relevante para as pessoas, que lhes facilite a vida nas suas compras e vendas, cruzando o espaço digital, mobile e físico.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Modificado em terça, 22 agosto 2017 18:07


Considerações Legais     © 2016 briefing     Ficha Técnica  Estatuto Editorial