Briefing

Início > Opinião > Smothies e bolo de chocolate

Smothies e bolo de chocolate

quarta, 19 fevereiro 2014 13:25   Paula Cordeiro, Investigadora e Coordenadora da Unidade de Ciências da Comunicação no ISCSP

  Paula Cordeiro, Investigadora e Coordenadora da Unidade de Ciências da Comunicação no ISCSP No contexto da sociedade contemporânea, a gestão da marca é fundamental para o negócio. Um bom produto não é suficiente para garantir resultados. Os produtos são cada vez mais semelhantes entre si e facilmente copiáveis. Contudo, mesmo que a marca, sua identidade e gestão seja, também ela, imitável, difícil é roubar conceitos e experiências.

Foi isso que a Landeau Chocolate rapidamente percebeu, criando mais do que uma marca, um conceito e uma experiência. Porque comer bolo de chocolate na Landeau não é o mesmo (não só porque, como escreve o The New York Times, o bolo é diabolicamente bom) do que comer bolo de chocolate em qualquer outro lugar.

Não menosprezando os bolos de chocolate que se conhecem por serem muito bons, na verdade, a ideia de negócio de Sofia Landeau é muito boa. Porque quer crescer devagar e de forma sustentada. Porque prefere crescer menos e garantir que o conceito é preservado, a experiência é única e a qualidade do bolo controlada.

Reconheço gostar (muitíssimo) deste bolo de chocolate. Gostar igualmente de me sentar na nova loja do Chiado para, tranquilamente, saborear uma fatia com uma chávena de chá (igualmente muito bem seleccionado).

O objectivo é simples: proporcionar ao cliente um momento de partilha da experiência que é comer bolo de chocolate, numa mesa única, com publicações espalhadas. E ver espelhado, no rosto de cada um o prazer que as endorfinas provocam quando começam a circular no nosso organismo. Se tal significar que este bolo apenas se vende nas lojas Landeau Chocolate, então, ainda que possa perder em volume de negócios, a marca ganha em autenticidade. E, num ambiente de excessiva oferta, sobre-exposição às marcas e à comunicação em geral, não será exactamente essa autenticidade que fará a diferença?

Certamente que sim. Especialmente porque, no extremo oposto, experimentei uma marca que, querendo espalhar saúde, optou por uma expansão a nível nacional e internacional, para levar a todos os que queiram, "os melhores sumos e smoothies da cidade de Lisboa". Pessoalmente, agrada-me muito o conceito de alimentação saudável, especialmente sumos. Não sei se estes serão os melhores da cidade de Lisboa. Sabem porquê? Simplesmente porque aquele que bebi na Merendinha, embora aparentemente igual ao que bebi nas Amoreiras, me soube melhor. A razão? O atendimento. A marca está a franchisar (no caso das Amoreiras) e isso fez toda a diferença relativamente ao seu conceito porque o atendimento foi, simplesmente, diferente. Isso, para a gestão da marca num contexto de grande agressividade concorrencial é definitivo.

Sobre sumos, terei de ir à origem, mas sobre o bolo de chocolate não desarmo e vou a qualquer Landeau. A experiência é garantida.

Modificado em quarta, 19 fevereiro 2014 14:18


Considerações Legais     © 2016 briefing     Ficha Técnica  Estatuto Editorial