Briefing

Início > Opinião > Storydoing: um passo em frente na comunicação digital

Storydoing: um passo em frente na comunicação digital

quarta, 04 janeiro 2017 11:02   Patricia Jimenéz, Diretora de Marketing e Comunicação da MetLife Ibéria

Storydoing: um passo em frente na comunicação digitalTodos nós temos algo em comum: o que é verdadeiramente valioso nas nossas vidas é intangível. Sem dúvida que os bens materiais podem ocupar um lugar importante no nosso dia a dia, mas são as relações pessoais, as experiências, os momentos e as emoções que realmente nos preenchem e nos fazem, de facto, felizes.

A revolução das redes sociais transformou a nossa forma de ver o mundo, de partilhar as nossas experiências, de comunicar e até mesmo de nos relacionarmos com as empresas. Hoje, o consumidor está cada vez mais exigente e necessita de se sentir ouvido. As empresas já não dirigem a mensagem, antes procuram criar canais para gerar uma conversa e uma maior proximidade com os consumidores.

Nesse aspeto, o sector financeiro tem procurado transformar-se, investindo muitos recursos e esforços para adaptar as suas estratégias digitais às novas necessidades dos consumidores. O storytelling é uma das melhores ferramentas para explicar o valor de produtos financeiros utilizando o poder das "estórias" para alcançar os públicos de uma forma simples e efetiva. Mas será que isso é suficiente?

As estratégias digitais verdadeiramente inovadoras pressupõem dar um passo em frente, em todos os aspetos, dando voz diretamente aos consumidores. Neste contexto, emergem as estratégias de storydoing, um processo bidirecional que incentiva os consumidores a participar ativamente na construção das "estórias" da marca, ao mesmo tempo que esta acompanha o cliente durante toda a sua vida, fazendo parte dos momentos que sempre vão recordar, de algo tão importante como são os seus "intangíveis".

Na área dos seguros de vida sabemos que o que motiva as pessoas, o que realmente lhes importa é a sua vida, a proteção dos seus entes queridos, do seu presente e em especial do seu futuro.

As empresas que combinem estratégias de storytelling e storydoing conseguem transmitir da melhor forma os seus atributos de autenticidade e confiança, humanizando a sua relação com os consumidores. Como nota final, há que salientar que esta abordagem não tem como objetivo primordial alavancar as vendas a curto-prazo, mas sim potenciar o vínculo afetivo com o público em geral e os clientes em particular, construindo com eles uma estreita e duradoura relação pessoal.

Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2016 briefing     Ficha Técnica  Estatuto Editorial