Valorização da ZON empurra Cofina para os lucros

cofina.jpg
A Cofina lucrou 19,5 milhões de euros nos nove primeiros meses do
ano devido à valorização da participação accionista que detém na Zon
Multimédia, anunciou hoje o grupo de media.

A empresa, que
publica, entre outros títulos, os jornais Correio da Manhã, Record,
Jornal de Negócios e as revistas Sábado e Máxima, tinha apresentado
prejuízos de quase 50 milhões de euros no mesmo período de 2008.

“Os
investimentos mensurados ao justo valor através de resultados,
nomeadamente a participação accionista na Zon Multimédia, encontram-se
valorizados”, refere a Cofina num comunicado divulgado pela Comissão do
Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O impacto desta
valorização ascende, segundo a mesma fonte, a 16,5 milhões de euros,
incluindo dividendos de 2,4 milhões de euros.

Entre Janeiro e
Setembro deste ano, o grupo registou receitas de 97,8 milhões de euros,
menos 11,5 por cento que no ano passado devido às descidas de proveitos
de publicidade e de produtos de marketing alternativo.

A Cofina
recebeu dos anunciantes 37,1 milhões de euros, ou seja, menos quase 9
milhões (19,1 por cento) do que em 2008, tendo também perdido quase
seis milhões (30,4 por cento) em produtos de marketing alternativo.

As
perdas de receitas foram mais sentidas no segmento das revistas, que
nos nove primeiros meses do ano passado somava 32 milhões de euros e
que este ano caiu mais de 20 por cento, para os 25,5 milhões.

O
grupo também arrecadou menos com o segmento dos jornais que, em 2008,
obteve 78,4 milhões de euros e este ano, se ficou pelos 72,2 milhões),
caindo 7,8 por cento.

No entanto, o grupo presidido por Paulo
Fernandes também conseguiu reduzir os custos operacionais em quase 13
por cento, gastando 83 milhões de euros até Setembro passado.

Fonte: Lusa

Sexta-feira, 27 Novembro 2009 07:00


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor