Marketers portugueses com dúvidas sobre a legislação do email marketing

emailˍmarketing.jpg
Um inquérito sobre Email Marketing elaborado pela Markedu com a E-Goi e ACEPI, revelou que os Marketers portugueses estão na cauda da Europa relativamente ao entendimento da actual legislação sobre marketing de permissão.

Segundo conclui o relatório, mais de 20% dos inquiridos, não têm
confiança da legalidade que as suas práticas de email marketing
assumem, em comparação com um indicador de 6,9% para o resto da UE.

Tal com o explicam os autores do estudo, na União Europeia os marketers
só podem enviar qualquer comunicação por email ou telemóvel para os
seus consumidores finais, mediante a recepção de um termo de
consentimento. Um recente inquérito efectuado pela Markedu indica que
um quinto dos marketers portugueses não efectuam comunicações de email
marketing de acordo com a actual legislação. Michael Leander,
especialista em email marketing de permissão e presidente da FIMAC
(FEDMA’s Interactive Marketing Council), afirma-se “surpreso com
valores tão altos, mas este é um problema comum em países onde os
marketers estão acostumados a recolher e utilizar aleatoriamente
contactos de email sem autorização”.

“Sabemos por experiência que é necessário que as agências
governamentais colaborem com a indústria e as associações de marketing
directo, de comércio electrónico, de venda à distância e de
telemarketing a fim de divulgar a legislação Portuguesa e aumentar o
conhecimento sobre este tema”, acrescenta o especialista que irá
apresentar a Masterclass de Email Marketing a 1 de Julho em Lisboa.

Os marketers portugueses poderão estar a perder uma grande oportunidade

O inquérito de email marketing também revelou que Portugal está na
cauda da Europa em relação à utilização do email marketing. Michael
Leander afirma que “vários estudos revelaram que o email marketing é a
ferramenta mais produtiva de marketing. Os indicadores DMA dos EUA
revelam um ROMI (Return on Marketing Investment) de 40 dólares por cada
dólar investido. Por isso é surpreendente que o estudo revele que
apenas 55% dos marketers em Portugal consideram o email marketing
“muito” ou “algo” importante em comparação com uma taxa de 88% no resto
da Europa”, sublinha.

É necessário maior formação no campo do email marketing em Portugal

De acordo com o mesmo estudo, existe em Portugal a necessidade de
formar mais e melhores profissionais para utilizar o email marketing de
uma forma eficaz e responsável. Sobre este assunto Michael Leander
reforça que “a frequência é realmente muito importante para os email
marketers, mas é ainda mais importante para os consumidores que se
inscrevem para comunicações de email. O inquérito revela que mais de
50% dos email marketers não indicam a frequência de envios no
formulário de subscrição (opt-in) dos seus websites”.

Masterclass a 1 de Julho


O objectivo é “ensinar os marketers a integrar de forma eficiente o
email marketing no seu marketing mix”, explica a organização,
adiantando que o seminário incluirá uma apresentação actualizada sobre
a legislação em vigor em Portugal.

Fonte: Markedu

Quarta-feira, 26 Maio 2010 13:29


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor