Dono da Zara foge à crise e regista aumento de 42% nos lucros

Madrid, 15 dez (Lusa) – O grupo espanhol Inditex, dono da marca Zara,
registou nos primeiros nove meses do seu ano fiscal – 1 fevereiro a 31
outubro – lucros de 1.179 milhões de euros, mais 42 por cento do que no
mesmo período do ano passado.


Em comunicado, o grupo liderado por
Amâncio Ortega e com sede na Galiza, refere que as vendas cresceram 15
por cento para 8.866 milhões de euros, com a margem bruta a aumentar 20
por cento para 5.307 milhões.

O EBITDA (lucros antes de juros,
impostos, depreciações e amortizações) ascendeu a 2.061 milhões de
euros, mais 33 por cento que no mesmo período do exercício anterior, com
o EBIT (resultado líquido de exploração) a crescer 44 por cento para
1.565 milhões de euros.

Os gastos operativos mantiveram-se sob
“estrito controlo” durante este período, tendo aumentado 13 por cento
especialmente devido à abertura de novas lojas, explica a marca.

Nos
primeiros nove meses do seu ano fiscal, a Inditex abriu mais 300 lojas
em 34 países, atingindo, a 31 de outubro, um número total de 4.907 lojas
das suas várias marcas, espalhadas por 77 países.

Recorde-se que
já fora do período contabilizado estão as aberturas de novas lojas como a
do Palazzo Bocconi, em Roma, que é a 5.000ª do grupo.

Entre as
novas aberturas de lojas destacam-se ainda as que ocorreram nos mercados
asiáticos, com oito novas lojas da Zara no Japão, outras oito na Coreia
do Sul e 42 na China.

ASP.

*** Este texto foi escrito ao
abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Fim

Quarta-feira, 15 Dezembro 2010 15:35


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor