Europa “lenta” no marketing social

Europa “lenta” no marketing social

A Europa tem sido lenta a assimilar o potencial do marketing social, que, no entanto, poderá ter um papel central na defesa dos bens sociais mais centrais da cultura europeia e que se encontram em perigo. Quem o afirma é Paulo Moreira, um dos mentores da Associação Europeia de Marketing Social (AEMS) que realiza, amanhã e depois, em Lisboa a sua primeira conferência internacional.

Criada no início do ano, a AEMS (ou ESMA, em inglês) reúne mais de 40 especialistas de toda a Europa, académicos e profissionais de marketing, com a missão de fomentar a partilha de informação e discussão de casos de sucesso da esfera do marketing social, tendo em vista a implementação de programas de mudança e inovação em comportamentos sociais. a associação conta com um investigador português entre os seus fundadores.

Paulo Moreira, professor na Escola Nacional de Saúde Pública, é um dos mentores e fundadores do projeto, presidido pelo britânico Jeff French.

Em declarações ao Briefing, sustentou que, ao contrário do que acontece nos Estados Unidos, onde esta área do conhecimento e da prática está muito desenvolvida, a Europa tem sido mais lenta em assimilar o seu potencial. Não obstante o papel que poder ter, por exemplo, na defesa da riqueza ambiental que ainda sobrevive na Europa, na proteção da saúde individual dos cidadãos europeus e na promoção dos valores de ação individual e social como a solidariedade, a justiça e a liberdade.
A primeira conferência internacional da AEMS abordará estas questões, com enfoques específicos em projetos atuais, com destaque para a palestra de Jeff French, sob o tema “European Social Marketing: Just a little bit different!”.

Autor do primeiro tema de Doutoramento em Marketing Social e Saúde Pública no Reino Unido, em 1998, pela University of Manchester, Paulo Moreira tem 20 anos de experiência profissional internacional no sector da saúde.

Esta primeira conferência internacional é realizada em parceria com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) e tem o patrocínio institucional da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Fonte: Briefing

Segunda-feira, 26 Novembro 2012 12:34


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor