Philip Thomas: Eurobest é a melhor plataforma para mostrar a criatividade europeia

Philip Thomas: Eurobest é a melhor plataforma para mostrar a criatividade europeia

A realização do Eurobest por três anos consecutivos em Lisboa tem permitido desenvolver o festival. Quem o diz é Philip Thomas, da organização do evento que – sublinha – é a melhor plataforma para mostrar a criatividade europeia.

Em entrevista ao Briefing, Philip Thomas fala do significado do festival para as marcas e para os criativos:

Briefing | Lisboa pode, ao receber o festival três anos consecutivos, contribuir para que o Eurobest ganhe maior relevância no palco da criatividade europeia?
Philip Thomas | A realização do Eurobest por três anos consecutivos permitiu-nos expandir o festival, de modo a servir melhor a indústria criativa europeia – este ano criámos a categoria Branded Content & Entertainment, o Independent Agency of the Year Award e o Golden Palm Award. Além disso, lancámos duas novas academias: a Academia para Young Marketers e a Academia Young Suits.

Briefing | E nessa medida pode o Eurobest rivalizar com Cannes, já que os “leões” são os mais desejados?
PT | O Eurobest e Cannes são dois festivais muito diferentes. Embora ganhar um prémio Eurobest ou um Lion seja muito difícil e muito desejável em ambos os casos, o festival de Cannes é um evento global, pelo que o benchmark é diferente. A criatividade é a essência de ambos, mas a publicidade europeia tem as suas próprias nuances. Ambos os festivais se complementam, com o Eurobest a ser a melhor plataforma para mostrar o que de melhor a Europa tem para oferecer.

Briefing | O que pode o ouro no Eurobest fazer por uma agência, por um criativo e por uma marca?
PT | Ganhar um ouro no Eurobest é incrivelmente difícil e uma grande honra para qualquer agência, criativo ou marca. Pode atrair novos clientes para a agência, reconhecimento para o criativo e, de facto, cada vez mais assistimos a marcas que esperam que as suas agências produzem trabalho vencedor, tal como os marketers procuram novas formas de envolver os consumidores.

Briefing |  Como organizador do Eurobest, e com uma visão alargada sobre a criatividade europeia, como olha para a criatividade made in Portugal?
PT | A melhor opinião sobre o trabalho português será a decisão dos jurados do Eurobest – vejamos o que acontece na sexta-feira à noite!

Briefing | Equaciona que Lisboa seja “sede” definitiva do Eurobest, já que a rotatividade foi quebrada?
PT | Voltaremos a Lisboa para o ano. Recebemos um apoio incrível da indústria portuguesa, que nos tem permitido desenvolver o festival e estamos muito satisfeitos por poder celebrar o 25º aniversário do Eurobest em Lisboa.

Fonte: Briefing

Quarta-feira, 28 Novembro 2012 12:09


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor