Polémica dos “likes”: Iglo diz que prémio foi “corretamente atribuído”

A Iglo teve a preocupação de “revalidar que a participação vencedora cumpria os critérios definidos no regulamento e verificou novamente que todos os critérios haviam sido respeitados e, por isso, o prémio estava corretamente atribuído”, diz a marca numa declaração enviada ao Briefing sobre a polémica de “likes” alegadamente fictícios num concurso organizado no Facebook.

Eis a declaração, na íntegra, feita pela Iglo Portugal:

“Na sequência do passatempo “Iglo Cozinha Oceânica”, que a marca realizou na sua página do Facebook, foi anunciada a participação vencedora no dia 18 de Fevereiro.

Na sequência desse anúncio, a 2ª classificada e alguns outros membros da nossa comunidade do Facebook levantaram algumas dúvidas sobre a legitimidade da vencedora.

Tendo em consideração as dúvidas que foram levantadas, a Iglo teve a preocupação de revalidar que a participação vencedora cumpria os critérios definidos no regulamento e verificou novamente que todos os critérios haviam sido respeitados e, por isso, o prémio estava corretamente atribuído.

Ainda assim, e tendo em consideração a suspeição que existia de que a vencedora apenas havia conseguido esse feito por ter recorrido a votos estrangeiros, a Iglo teve também a preocupação de verificar se, considerando apenas os votos nacionais (ainda que não haja nada no regulamento que impeça a votação de perfis estrangeiros), haveria alteração na classificação das participações vencedoras mas, uma vez mais, verificou que a vencedora seria a mesma participante.

Nesse sentido, a decisão da marca foi de manter a atribuição do prémio à referida participante.

Agradecemos a todos os nossos consumidores que participaram no passatempo e queremos assegurar que continuaremos a procurar garantir uma correta atribuição de prémios nas promoções que realizamos e que têm como principal objetivo premiar os nossos consumidores pelo seu esforço e interesse manifestado pela marca”.

briefing@briefing.pt

Sexta-feira, 21 Fevereiro 2014 15:32


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor