McDonald’s esquece “rivalidades” em nome dos refugiados

Depois de recusar a proposta do Burger King, e de propor assinalar o Dia Internacional da Paz com uma campanha global, a McDonald’s cumpre a promessa. É que a cadeia de restauração está a apelar ao donativo para a causa dos refugiados na Europa, contando para isso com o apoio de outras marcas, até do próprio “rival”.

Para esta iniciativa, a McDonald’s conta, assim, com outras marcas como o Facebook, a MasterCard, a Google, a DreamWorks e até o Burger King.

A campanha tem assinatura da agência TBWA, e foi totalmente suportada por fundos da McDonald’s. O anúncio chama-se “symbols”, mas durante os 30 segundos não há qualquer referência ao logotipo ou outro símbolo da McDonald’s.

O ator britânico faz a locução do anúncio, explicando o problema dos refugiados na Europa, e incentivando ao donativo para o World Food Programme, organização global das Nações Unidas que luta pela obtenção de bens alimentares para os mais desfavorecidos.

briefing@briefing.pt

 

Terça-feira, 22 Setembro 2015 11:49


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor