E o maior anunciante do ano foi…

A Unilever-Jerónimo Martins foi quem mais investiu em publicidade em 2016. A conclusão é da MediaMonitor, da Marktest, segundo a qual a insígnia foi responsável por 4% de share of voice face ao total do mercado publicitário e de 11,3% relativamente aos 20 mais do ano.

De acordo com os dados, a Portugal Telecom foi o segundo anunciante do ano, sendo responsável por 2,8% do investimento publicitário total e por 7,9% do colocado pelos 20 maiores anunciantes durante o ano.

Já o Modelo Continente ocupou a terceira posição, também com um share of voice de 2,8% face ao total e de 7,7% relativamente aos 20 mais do ano. Na quarta posição ficou a Reckitt, ao ser responsável por 6,6% do investimento publicitário total e por 2,4% do colocado pelos 20 maiores anunciantes durante o ano. Segue-se a NOS, em quinto lugar, também com 6,6% de share of voice e 2,4% do colocado.

No total, estes 20 maiores anunciantes, onde se encontram nove empresas do grande consumo, quatro da grande distribuição, três das telecomunicações e quatro de outros setores, foram responsáveis por 36% dos montantes globais investidos durante o ano 2016.

A televisão continua a ser o meio privilegiado, para onde os anunciantes canalizaram 88,4% dos seus budgets. À internet coube 6,4% dos montantes, ao outdoor 2,5%, à imprensa 1,6%, à rádio 1% e ao cinema 0,2%.

briefing@briefing.pt

 

Quarta-feira, 08 Fevereiro 2017 13:15


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor