Eurovisão? All Aboard! Mas com regulação publicitária

A Auto Regulação Publicitária anuncia as limitações ao uso da marca Eurovisão, num comunicado onde alerta para o aproveitamento das marcas não patrocinadoras ou não fornecedoras que procuram tirar benefícios comerciais, associando-se ao evento (o marketing de emboscada). As limitações aplicam-se não só à marca Eurovisão como à marca All Aboard.

 

Desta forma, e tendo em conta que o evento obedece a regras especificas sobre patrocinadores oficiais, parceiros comerciais e fornecedores oficiais, a Auto Regulação Publicitária apela a que todos os que se relacionam com a publicidade e comunicação comercial respeitem os direitos exclusivos de cada um.

“Através da utilização de marcas e/ou imagens e/ou logótipos associadas ao evento para a qual não existe a necessária autorização, que é concedida, apenas, aos respetivos parceiros comerciais (patrocinadores e fornecedores) pelo que, qualquer utilização fora deste contexto, será sempre potencialmente ilegítima e abusiva”, como indica a Auto Regulação Publicitária, em comunicado. As limitações aplicam-se não só à marca Eurovisão como à marca All Aboard.

Visit Portugal, Osram, The Native, Super Bock e Vueling são as cinco marcas autorizadas (international sponsors) a fazer associação direta com a Eurovisão, em qualquer país. Em território português (national sponsors), alarga-se para a Delta Q, Altice e Hospital da Luz. Numa vertente B2B vão poder associar-se ao evento as marcas Riedel, Kosta Boda, Chateau d’Ax, Europcar, Go Natural, YellowBus, Barraqueiro, Zin Vending, CP, Carris e Metro (suppliers).

O Festival Eurovisão da Canção acontece dias 8, 10 e 12 de maio, em Lisboa.

briefing@briefing.pt

Terça-feira, 17 Abril 2018 10:49


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor