A Eficácia mudou? É o que faz a diferença, diz o Rodrigo

Quando presidiu ao júri dos Prémios à Eficácia, em 2013, era managing director da L’Oréal Portugal. Seis anos volvidos, desempenha as mesmas funções, mas nos mercados da Austrália e Nova Zelândia. Olhando para este intervalo de tempo, Rodrigo Pizarro não tem dúvidas de que muito mudou no mundo das marcas.

 

Crê, mesmo, que houve mais mudanças do que nos últimos 10 ou 15 anos e que as mudanças estão a acelerar ano após ano. “Devo dizer que as marcas têm mais importância do que nunca e com a proliferação de marcas criadas via social media, para ter relevância, têm que ser cada vez mais centradas no consumidor”, afirma, identificando uma dessas alterações substanciais.

 A consequência de “tantas marcas novas” é que “a diferença é, cada vez mais, baseada na eficácia, desde o posicionamento da marca, às novas formas de comunicar essas marcas, à importância de ter cada vez mais data, de a analisar e de, posteriormente, a utilizar com precisão para obter resultados”.

E, para uma marca como a L’Oréal? Diz o marketeer que “eficácia é sinónimo de começar por um entendimento claro e preciso das necessidades dos consumidores(as)” e de, “posteriormente, transformar essa necessidade numa oferta inovadora que responda às expectativas, sejam elas do produto em si, da sua qualidade, mas também cada vez mais a experiência completa dada ao consumidor(a), como comprar a marca, onde compra a marca, como paga enfim, garantindo que, durante todo o processo, o consumidor (a) tem uma experiência única e sem falhas”.

O olhar de Rodrigo Pizarro tem um ângulo nacional e outro internacional. Na comparação, afirma que “o marketing em Portugal está ao nível do melhor a nível mundial”. E a “principal razão” está na qualidade e no talento dos profissionais. “Aliás, a prova disso é a própria L’Oréal Portugal, que está, desde há muitos anos, sistematicamente referenciada com algumas das best practices dentro do próprio grupo e é um dos principais (proporcionalmente) exportadores de talentos dessa área para o grupo”, remata.

briefing@briefing.pt

 

Terça-feira, 05 Novembro 2019 09:33


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor