O festival no Capitólio é Emergente

Nem tudo foi cancelado ou adiado… A 2.ª edição do Festival Emergente vai acontecer num formato misto, presencial e em live streaming. A 29 de novembro, o Capitólio, em Lisboa, recebe oito jovens músicos nacionais.

A Transiberia Productions, organizadora e promotora do Festival Emergente, decidiu reinventar o festival em vez de o cancelar, “fazendo jus ao seu nome e à sua missão”.

Este ano, oito projetos musicais subirão ao palco, em resultado do Open Call “SUPER EMERGENTES”, que esteve aberto até dia 28 de outubro. São eles: Dream People, Hause Plants, Meta, Fugue., Rui Rosa, Cíntia, Cri the Coeur e Lana Gasparotti.

Mediante a sua atuação, a organização vai ainda atribuir às bandas participantes dois prémios, Melhor Concerto e Melhor Projeto Musical. Os prémios serão, respetivamente, uma nova atuação no Festival Emergente e no Festival Rodellus em 2021; e a gravação de um master de EP ou de um álbum nos estúdios do Camaleão, em Lisboa, bem como uma atuação no Festival Emergente 2021, para apresentação do disco.

briefing@briefing.pt

Sexta-feira, 27 Novembro 2020 11:12


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor