A Delta faz um Slow Coffee

A Delta lança a Slow Coffee, “para apreciar sem horas” e “recriar o ritual de fazer café em casa de uma forma lenta”. A nova marca, que alia os grãos às formas como o café é extraído, oferece duas experiências com vários blends e equipamentos de extração.

A Slow Coffee pretende proporcionar um café que se demora. Já na sua produção, cada grão foi torrado “cuidadosamente”, de forma a realçar as melhores notas e aromas. “Atendendo às principais tendências globais, às novas gerações e aos novos hábitos de consumo, e inspirado no movimento ‘Slow’, que defende uma mudança cultural em direção a abrandar o ritmo da vida, a marca Slow Coffee representa uma nova experiência de café que permite recriar o ritual de fazer café em casa de uma forma lenta, com os melhores cafés selecionados”, explica a Delta Cafés.

A forma como o café é extraído definiu a criação de duas experiências: a Dripping Experience e a Pressing Experience. A primeira obtém um café “suave e rico em aromas”, pensado para os equipamentos de extração “Chemex” e “V60”, em que a presença de um filtro e o fluxo de água constante a passar pelo café durante a extração “acentuam os seus leves sabores”. Por sua vez, a segunda tem blends desenhados para os equipamentos de extração “French Press”, “Aeropress” e “Balão”. É uma experiência que encontra um café com “texturas definidas e aromas marcantes”. A imersão do café com a mesma água durante toda a extração “acentua as suas propriedades sólidas, dando origem a um café mais encorpado”.

briefing@briefing.pt

 

Quarta-feira, 06 Janeiro 2021 12:11


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor