A Sensodyne lava o branding

“A vida é demasiado curta para viver com sensibilidade dentária” dá o mote ao rebranding da Sensodyne, que apresenta imagem, abordagem e packaging diferentes. A acompanhar a mudança é lançado o novo produto, Herbal, feito a partir de ingredientes naturais.

O rebranding é inspirado na baixa perceção, que a marca diz existir, da necessidade de se tratar a sensibilidade dentária e da sua real importância. Assim, a Sensodyne apresenta uma campanha que foca o pensamento e os comportamentos reais de quem ainda ignora o problema, passando a mensagem que se a sensibilidade dentária for tratada, vai permitir aproveitar melhor os prazeres da vida. Por outro lado, procura ainda desmistificar o tema, acreditando que, com uma maior informação e awareness – “que poderá passar também por estratégias de Marketing de Influência que aproximem o problema do seu público” – mais pessoas irão, por fim, reconhecer e tratar o problema.

“Atualmente, o que acontece é que em vez de ser identificada como um problema, a sensibilidade dentária é vista de forma mais banal e não prioritária. ‘É normal’ e, portanto, não desperta uma urgência, ou necessidade clara, do seu tratamento. Há também ainda um conjunto da população que nem sequer identifica e/ou relaciona os sintomas, ou que sabe que tem e não atua sobre isso. É isso que queremos mudar”, começa por explicar o Category Activation Manager de Sensodyne, Sérgio Dias.

Também a “camuflagem” da sensibilidade com comportamentos adaptados é outro dos pontos de guerrilha da nova estratégia da marca. “O que verificamos, na sequência deste desconhecimento, é que em muitos casos, sem sequer perceberem, a maioria das pessoas acaba por adotar comportamentos que a procurem contornar, evitando determinadas bebidas ou determinados alimentos e não tratando o problema. Este comportamento só faz com que o problema vá evoluindo e possa pior com o passar do tempo”, acrescenta o responsável.

briefing@briefing.pt

Quinta-feira, 15 Abril 2021 10:45


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor