A NOSSA tem um “Dia Inesperado” no Quake

A NOSSA assina a experiência “Dia Inesperado”, sobre o terramoto de 1755 em Lisboa, para o Quake. O jogo interativo, no Instagram, coloca os utilizadores na pele de Manuel Queiroz, um lisboeta que tenta escapar ao abalo sísmico e aos vários acontecimentos que lhe seguiram.

No dia 1 de novembro de 1755, muitos dos edifícios de Lisboa foram destruídos ou ficaram bastante danificados. Quem sobreviveu relatou a sequência de acontecimentos a que assistiu e que passou. A pergunta que se impõe é: “E se fosse hoje? Será que estaríamos mais preparados para sobreviver do que os lisboetas dessa época?”

No jogo criado pela NOSSA, os utilizadores são desafiados a tomarem decisões, em 15 níveis, dezenas de páginas e escolhas possíveis, simulando em “tempo real” os acontecimentos desse dia que mudou a cidade, o país e o mundo.

“Uma das missões do Quake é ensinar os portugueses a estarem mais preparados para um futuro terramoto. Esta é uma das ideias que reflete perfeitamente o espírito da marca, pois junta o lado didático ao entretenimento. Usando o léxico dos tremores de terra, é uma ideia de grande impacto”, afirma o fundador do Quake, Ricardo Clemente.

Por sua vez, o diretor criativo executivo da NOSSA adianta que é uma das ideias “mais inovadoras” recentemente criadas pela agência. “Uma forma totalmente diferente de abordar um tema que nos causa grande desconforto e que por isso mesmo preferimos evitar. Conseguimos juntar o lado didático, que é o grande propósito da marca Quake, ao entretenimento que as redes sociais nos proporcionam”, explica Nuno Presa Cardoso.

briefing@briefing.pt

Quinta-feira, 03 Novembro 2022 11:30


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor