Qual o valor intrínseco da Chicco? Filipa Remígio dá a conhecer

A Chicco nasceu para estar ao lado das famílias durante os primeiros anos do bebé, nas palavras da co-CEO da Artsana Portugal, Filipa Remígio. Assim, e ciente da responsabilidade que tem no segmento da puericultura, a marca afirma-se comprometida em “fazer a diferença para um mundo melhor”, por exemplo, através do projeto “Chicco Dá Vida”.

Para a Chicco, cuidar das crianças é também cuidar do mundo em que vão crescer e, por esse motivo, assume a responsabilidade social como um compromisso com as gerações atuais e futuras. Este compromisso é válido nas suas três vertentes – empresarial, corporativa e ambiental –, com a marca a pautar a estratégia e atuação no mercado de acordo com este mesmo propósito.

Em 2017, o Grupo Artsana, de que a marca faz parte, comprometeu-se a trabalhar em três ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com o objetivo de reforçar este posicionamento. Desde então, têm sido diversas as ações implementadas em toda a cadeia de valor, de modo a assegurar um conjunto de boas práticas enquadradas nos objetivos com que o grupo se comprometeu.

“Consideramos a responsabilidade social um valor intrínseco da marca e como parte integrante da sua identidade”, nota a co-CEO da Artsana, Filipa Remígio.

No que à responsabilidade social corporativa diz respeito, a Chicco integra diferentes ações, destacando-se o projeto “Chicco Dá Vida”. Criado em 2006, e apoiado pro bono por consumidores, parceiros, embaixadores e profissionais de saúde, tem como fim melhorar as condições dos hospitais portugueses e, consequentemente, a qualidade de vida dos seus bebés, através da doação de equipamentos especializados a diversas unidades de cuidados intensivos neonatais de hospitais e maternidades portuguesas.

Ao longo destes 16 anos, o projeto já ajudou 14 unidades hospitalares de norte a sul do País, incluindo ilhas, e impactou a vida de milhares de bebés. Ao “Chicco Dá Vida” juntou-se também a atriz Sara Matos como madrinha do projeto.

Em 2020, durante pandemia, o projeto ofereceu 750 intercomunicadores distribuídos por cerca de 70 hospitais e centros de saúde com o intuito de facilitar a comunicação entre profissionais e doentes em isolamento. No ano passado, no âmbito do 15.º aniversário do projeto, a marca remodelou 15 espaços de amamentação em 15 hospitais e maternidades. O “Chicco Dá Vida” foi, assim, uma forma de assumir um “projeto social estruturado” e com um horizonte temporal alargado, através do qual fosse possível, de forma efetiva, fazer a diferença na vida dos bebés e das suas famílias.

A Chicco associa-se, ainda, a outras iniciativas. Segundo Filipa Remígio, escolhe juntar-se a ações que estejam alinhadas com os seus valores e com a missão da marca, avaliando o seu contributo para a comunidade.

“As iniciativas de cariz permanente em que estamos já envolvidos são várias e representam para nós um compromisso; são prioritárias. Por essa razão, ponderamos sempre muito cuidadosamente compromissos futuros e só avançamos quando as respostas aos três critérios referidos inicialmente são convincentes e, por último, se estivermos convictos de que podemos assumir e cumprir um novo desafio”, sustenta.

O entendimento da Chicco é que a responsabilidade social começa por ser um compromisso voluntário da empresa para com a comunidade em que se insere, contribuindo para o seu bem-estar e, nesse sentido, considera que esta responsabilidade começa na própria empresa, nos seus valores, na sua cultura e na sua missão.

Estas ações, segundo a porta-voz, são ainda mais relevantes na medida em que os consumidores dispõem de mais informação e de mais opções e, por isso, estão cada vez mais conscientes da importância do impacto social, económico e ambiental das empresas.

“É natural que, no momento da compra, reconheçam as marcas e empresas que contribuem positivamente para a sociedade. Até porque as marcas mais envolvidas socialmente tendem a ter uma relação mais próxima com os consumidores”, destaca.

Por esse motivo, e tendo em conta o cenário económico atual, a marca vai, até ao fim do ano, manter as iniciativas em que se encontra envolvida. Exemplo disso é a relação de parceria de longa data que têm com a Ajuda de Berço, que começou com uma campanha de Natal que tinha como objetivo que o Natal “pudesse ser todos os dias”, nascendo assim o compromisso da marca de assegurar as necessidades de puericultura da instituição.

Além disso, a marca mantém relação com o Banco do Bebé, uma vez que foram uma das duas marcas que se associaram à ação Bumbs Shower, da produtora de conteúdos e humorista Bumba na Fofinha, que organizou um baby shower solidário para marcar a sua gravidez. Assim, a Chicco, que se juntou a esta ação, tem apoiado a associação através da oferta de donativos de artigos de puericultura à medida das necessidades da instituição, que se prolonga durante dois anos.

Cumulativamente, o objetivo é ajudar, sempre que possível, quem recorre diretamente à marca, apesar das dificuldades em responder afirmativamente a todos os pedidos.

briefing@briefing.pt 

Segunda-feira, 19 Dezembro 2022 11:39


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor