A guerra chega à Palavra do Ano

“Guerra” é a Palavra do Ano 2022. E, nesta iniciativa da Porto Editora, a escolha resultou do maior valor percentual de votos de sempre: 53%. Reflete, assim, o impacto da invasão da Ucrânia pela Rússia.

No segundo lugar, os votantes colocaram a palavra “inflação”, com 18,8%, remetendo para a atualidade económica do país. Em terceiro, com 6,6% dos votos, ficou “urgências”.

Mas, houve outras palavras nas mais de sete mil sugestões recebidas: entre elas, “rainha”, “energia”, “seca”, “abusos”, “ciberataque”, “nuclear” e “juros”.

“Guerra” sucede, assim, a “vacina”, eleita em 2021, e a “saudade”, a vencedora de 2020. Esta é uma iniciativa que remonta a 2009.

briefing@briefing.pt

Quinta-feira, 05 Janeiro 2023 12:13


PUB

PUB

2050.Briefing

À Escolha do Consumidor