Bicicleta = felicidade

O fundador da 50 Rebels, Andreas Koloska, fala sobre a importância das bicicletas para o futuro da mobilidade e os problemas que a sua utilização descuidada pode trazer. 

Bicicleta = felicidade

Uma bicicleta para cada cidadão é um ótimo objetivo, no entanto, se fosse neste momento, iriamos acabar com bicicletas amontoadas num canto da cidade a enferrujar, e isso não seria bom para ninguém. A maioria das pessoas não tem onde as estacionar nem como as guiar em segurança. É por isso que precisamos que os políticos e as instituições decisoras saibam que, se realmente querem que os seus cidadãos passem a utilizar mais a bicicleta, têm de investir em infraestruturas: as ciclovias têm de ser mais e melhor interligadas e tem de haver soluções de estacionamento seguro. A maior parte das pessoas não são “ciclistas” e não vão ser. Vão ser sempre pessoas à procura da forma mais eficiente e conveniente para se movimentarem do ponto A ao B. Assim, se o objetivo é uma cidade mais feliz e sustentável, não há como fugir a uma alteração da infraestrutura em detrimento do espaço para carros.

Todos os exemplos de cidades que alteraram as suas infraestruturas neste sentido provam que as pessoas adotaram a bicicleta como um meio de transporte. Tornou-as mais felizes e saudáveis. Cidades com muito frio e chuva como Amesterdão e Copenhaga são o exemplo de que as más condições atmosféricas não são impeditivas do uso de bicicleta. A cidade finlandesa Oula, com temperaturas muito negativas e neve com um metro de altura, é também um bom exemplo de que, desde que as infraestruturas existam e tenham condições, as pessoas usam a bicicleta.

Na 50 Rebels procuramos os pioneiros, os que começam a usar a bicicleta elétrica como o seu meio de transporte em Portugal. A chave está nos trabalhadores que têm de ir para o escritório. Construímos recentemente uma frota dedicada apenas para empresas que querem proporcionar aos seus funcionários a experiência de passarem a utilizar uma bicicleta elétrica (50 Rebels) para as suas deslocações casa-trabalho. Este programa, que está alinhado com o mote “uma bicicleta para cada cidadão” e com a estratégia nacional para a mobilidade ativa ciclável do governo, terá início esta primavera e as empresas interessadas podem já efetuar a pré-reserva da nossa frota para um período à sua escolha. A nossa esperança é que várias pessoas possam ter a mesma experiência que nós quando vamos para o escritório: chegamos felizes e com energia para trabalhar e já excitados com o caminho que vamos fazer no regresso a casa!

Quarta-feira, 05 Julho 2023 09:34


PUB