Subida do nível do mar pode afetar recursos alimentares disponíveis nos estuários

A subida do nível do mar pode provocar a “marinização” dos estuários e promover a entrada de espécies invasoras que afetem os recursos alimentares das populações, revela um estudo do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (Ciimar).

Subida do nível do mar pode afetar recursos alimentares disponíveis nos estuários

Publicada na revista Ocean & Coastal Management, a investigação, realizada em conjunto com a Universidade do Porto e a Universidade Federal da Bahia, mostra uma “análise preocupante” sobre o impacto que o aumento do nível do mar nos estuários pode ter e quais as consequências da intrusão da água salgada nos ecossistemas costeiros.

Através do recurso a modelos matemáticos, os investigadores concluíram que a combinação do avanço do mar com a seca extrema pode originar “uma penetração de salinidade amplificada” nos estuários, uma vez que não só é maior o avanço do mar, como diminui a descarga dos rios. “A elevação do nível do mar favorece a entrada da água mais salgada, enquanto a descarga impede que a água salgada avance demasiado rio acima. Rios com pouca descarga naturalmente tornam-se mais salgados durante a maré cheia”, explica o primeiro autor do artigo, Yuri Costa.

Em cenários de elevação do nível do mar, a penetração da salinidade terá uma tendência a intensificar-se e a evaporação das águas pode aumentar a salinidade dos estuários, “causando a marinização do estuário”, fenómeno que já está a ser registado em alguns locais. Neste processo, espécies marinhas que não costumam habitar aquele ecossistema passam a colonizá-lo, uma adaptação que, segundo os investigadores, “aparentemente não parece ter consequências, mas esconde outros problemas”. “Isto abre o precedente para espécies oportunistas, como as espécies invasoras que, reconhecidamente, causam desequilíbrio ambiental”, acrescenta.

Outro fator destacado é o facto de estas espécies poderem afetar os recursos alimentares, muitas vezes de subsistência, das populações humanas, uma vez que há uma tendência para o declínio das espécies que tradicionalmente costumavam capturar.

Quinta-feira, 10 Agosto 2023 09:18


PUB