Milenar torna-se Dita Agência

A Milenar nasceu de uma das maiores agências de publicidade do país, a Brandia Central, como resposta a um mercado que estava a surgir: o *Influence Marketing*. Desde então, a agência tornou-se especialista na área e ajudou a definir algumas das melhores práticas da comunicação com *KOL’s* e influenciadores, criando mais de 1000 campanhas, histórias, conteúdos e eventos.

Mariana Figueiredo, esteve no projeto Milenar em 2015, perto do seu início e durante 4 anos desempenhou a função de Head of Content, onde ajudou a definir a imagem, a oferta e posicionamento da Milenar na altura. Hoje é a nova Diretora Geral e entra no projeto com ideias e objetivos ambiciosos, alguns já visíveis, como a alteração da equipa, da oferta e o rebranding.

“A Mariana é uma excelente profissional com uma capacidade enorme de transformar. Que era o que precisávamos. Tem um profundo conhecimento do mercado das agências e o facto de já ter estado no projeto torna-a ideal para colocar a Dita onde a queremos.” – Refere Francisco Lopes, um dos administradores do Grupo.

“A verdade é que passados 10 anos, não somos mais os mesmos. Crescemos, evoluímos, reforçámos a nossa equipa e oferta. Adoramos e respeitamos a nossa história, quem fomos até agora e a experiência que nos trouxe. A Dita é a evolução natural deste trabalho e acredito que o futuro – que não nos pertence – nos trará muitas vitórias e crescimento.” Diz Mariana sobre a mudança que fez na Milenar.

A Dita agência está no mercado para oferecer todas as ferramentas necessárias a uma comunicação moderna, desde a Consultoria, Criatividade Estratégica, Campanhas, Produção de Conteúdo, até Social Media, Relações Públicas e ativação de marca.

“Queremos ajudar os nossos parceiros a comunicar de forma autêntica. Ajudar a construir conexões genuínas entre pessoas e marcas”. – Indica William, atual Head of Content da Dita.
“Na Dita encontra todos os serviços necessários para uma comunicação moderna e eficaz. Uma agência leve e rápida, atenta às mudanças e tendências. “Dois pontos” nunca encerram uma frase: conectam. Dita: Estamos a ouvir.” – Mariana Figueiredo

Segunda-feira, 13 Novembro 2023 11:26


PUB