Sult abre portas em Cascais

Localizado bem no centro de Cascais, o Sult (nome que na sua origem, em dinamarquês, significa ‘fome’), promete vir revolucionar o panorama local. Sob a orientação do chef Nelson Soares, que nutre uma paixão ardente pela cozinha italiana, este novo restaurante promete um menu criativo, de inspiração transalpina, mas integrando também produtos locais, e pretende ocupar um espaço de relevo no competitivo ambiente da restauração local. O conceito é baseado no minimalismo nórdico, mais concretamente no *Mangia*, de Copenhaga, e pretende re-interpretar o clássico restaurante italiano, mas tentando com que cada prato tenha no máximo 5 ingredientes base, para um sabor mais autêntico e uma experiência mais verdadeira. O projecto e design de interiores ficou a cargo do estúdio de arquitectura de Sidney Quintela, e contempla, por exemplo, uma original mesa do chef, com 5 lugares e de formato triangular, que vai surpreender os mais incautos. Nélson Soares já validou anteriormente este conceito, no seu projecto original, o Sult Botafogo, no Rio de Janeiro. Vencedor de vários prémios, está na lista dos 50 Best Discovery e na Louis Vuitton Guty Guide, por exemplo. Superada que foi essa primeira prova na sua cidade, o chef decidiu replicar o formato em Cascais, num espaço com 48 lugares que mantêm muitos dos elementos de assinatura do Sult, como o burburinho de uma esplanada (25 lugares), ou a cozinha parcialmente aberta, sendo todos os pratos finalizados já em sala, numa mesa central. Honrando ainda o espírito do projeto original, as toalhas de mesa brancas e a louça da Vista Alegre são as únicas concessões à formalidade aqui. Há também uma forte relação com os produtos locais frescos, com destaque para o peixe (e outros produtos de Mar), tudo nacional. Com o chef chega também o seu amor ao vinho, sendo que este restaurante promete apostar numa carta bastante alargada e original, com cerca de 100 referências, e forte aposta nos pequenos produtores portugueses locais, com enfoque nos vinhos naturais e bio-dinâmicos, mas também nos clássicos, bem como nos champanhes, muitos deles pouco comuns. A consagrada sommelier italiana Julieta Carrizzo, vencedora de inúmeros prémios no Brasil (entretanto radicada em Portugal), vai prestar consultoria neste campo. “Aqui pode experimentar uma interpretação contemporânea da rica herança culinária italiana, sem desprezar a relação com os produtos locais. Dos pratos tradicionais aos mais criativos, como um arancini de alheira, o que aqui procuro é que o cliente embarque numa viagem gastronómica de forma descomplexada, com aposta principalmente na qualidade e no fator surpresa. O ambiente é descontraído e informal, como eu, e a comida, ou melhor a fome, está no centro de tudo”, comenta Nelson Soares, Chef Executivo do Sult. Numa primeira fase o restaurante vai funcionar apenas aos jantares, de terça-feira a sábado. Mas a expectativa é de que, num futuro muito próximo, passe também a servir almoço e jantar de terça a sábado, e almoço com horário alargado, até às 19h00, aos domingos.

Segunda-feira, 01 Abril 2024 15:11


PUB