Vodafone e Sumitomo lançam marca para o mercado da Economy of Things

A Vodafone e a Sumitomo Corporation apresentam hoje Pairpoint, a nova marca para a sua recente parceria previamente denominada *Digital Asset Broker*, a qual irá apoiar clientes e negócios a tirar partido das crescentes oportunidades criadas pela *Economy of Things* (EoT – Economia das Coisas). A *Economy of Things* é o passo seguinte na evolução da conectividade, em que dispositivos podem interagir e negociar de forma segura. Pairpoint proporcionará um ambiente seguro em que estes dispositivos, máquinas e veículos, interligados, possam de forma segura e sem impedimentos comerciar entre si, sem intervenção humana, mas sempre com controlo do respetivo proprietário.
A *Internet of Things* (IoT – Internet das Coisas) permite a ligação de dispositivos digitais, com a empresa de estudos independente STL Partners a preconizar que até 3,3 mil milhões destes dispositivos interligados estejam a negociar diretamente em 2030, representando 10% do mercado total da *Internet of Things*.
A Pairpoint irá tirar partido da experiência e escala e distribuição geográfica da plataforma IoT da Vodafone – uma das maiores do mundo, com mais de 160 milhões de conexões – e de uma das maiores empresas internacionais de *trading* e investimentos empresariais, a Sumitomo. A tecnologia da Pairpoint baseia-se no amplamente utilizado serviço *Digital Asset Broker* da Vodafone e pode operar em qualquer plataforma de conectividade IoT para proporcionar a segurança nas transações efetuadas entre os diferentes dispositivos, sem uma intervenção humana direta.
O lançamento da nova marca, Pairpoint, é o próximo passo num processo iniciado por ambas as empresas em maio deste ano, que visa estabelecer uma organização que possa desbloquear as oportunidades de negócio permitidas pela *Economy of Things*, para clientes e parceiros. Conjuga a tecnologia única DAB da Vodafone e a capacidade da Sumitomo de integrar o serviço nos mais diversos setores, começando nos veículos elétricos, que poderão transacionar e comunicar de forma autónoma com os postos de carregamento de diferentes fornecedores. Tirando partido de uma tecnologia descentralizada de registo (ledger), Pairpoint irá permitir que cada dispositivo se constitua como um agente confiável para uma transação, mantendo os clientes o controlo relativamente aos serviços com os quais os seus dispositivos podem interagir. E o carregamento de veículos elétricos é apenas o primeiro passo. A Vodafone e a Sumitomo está a trabalhar com líderes nas respetivas indústrias, como a Mastercard e a IBM, para rapidamente expandirem as suas parcerias e alargarem o seu ecossistema para incluírem outros parceiros tecnológicos, tal como *Blockchains* públicas e diferentes sistemas de pagamentos, independentemente do dispositivo ou fornecedor. Outras potenciais utilizações incluem dispositivos habilitados com DAB a interagirem diretamente com *smart contracts* em diferentes contextos, e clientes que subscrevem serviços oferecidos diretamente por equipamentos do dia-a-dia, como portagens ou estacionamentos. Para Jorge Bento, CEO da Pairpoint: “Estamos muito entusiasmados com esta apresentação da Pairpoint, uma iniciativa conjunta da Sumitomo e Vodafone. A nossa inovadora Plataforma *Digital Asset Broker*, com provas dadas no mercado, conjugada com a vasta rede comercial da Sumitomo, coloca a Pairpoint numa posição única para libertar o potencial da *Economy of Things* e criar inúmeras oportunidades de negócio para os nossos clientes e parceiros.” “A Pairpoint dispõe de uma equipa de profissionais altamente qualificados com uma atitude de start-up e é detida e apoiada por duas organizações conceituadas. Acreditamos que a Pairpoint poderá apresentar mais casos de uso num conjunto alargado de indústrias à medida que a *Economy of Things* se torna mais ubíqua.” A Pairpoint é o resultado de um investimento partilhado de 60 milhões de euros, com a Vodafone e a Sumitomo a deterem respetivamente 80% e 20% da nova empresa. Com sede em Londres e escritórios em Lisboa, a Pairpoint é resultado de um projeto de desenvolvimento de dois anos na Vodafone e integra atualmente 50 profissionais altamente qualificados. Até à data, a Pairpoint já estabeleceu parcerias com um conjunto de empresas, incluindo a Mastercard, Deloitte, HSBC, Corda R3, TCS, IBM e Chainlink, para acelerar a adoção da plataforma.

Terça-feira, 07 Novembro 2023 10:42


PUB