Comunicação

APED: O smart shopper veio para ficar

APED: O smart shopper veio para ficar

Com o índice de confiança do consumidor cada vez mais baixo e dada a situação económica em que nos encontramos, o comprador começa a ter um novo comportamento quando chega a hora de comprar, pensando, cada vez mais, na poupança. Deste modo, nasceu em Portugal um novo tipo de consumidor apelidado de smart shopper.

terça, 17 janeiro 2012 17:20

 

Luis Simões, managing director da Iberia Kantar Worldpanel, classifica este novo tipo de consumidor como sendo "mais educado e mais informado" em relação aos preços dos produtos. E o smart shopper veio para ficar, valorizando, acima de tudo, o fator "valor" e não apenas o "preço". O smart shopper é o tipo de consumidor que "pode viajar pela Ryan Air, comprar marca branca e, simultaneamente, fazer chamadas do seu iPhone e comprar Calgonit", exemplificou Luis Simões.

No futuro, a tendência será para que o grande consumo resista em volume, ao mesmo tempo que as compras digitais, no caso específico de Portugal, aumentam, tornando-se o digital um elemento "central para uma estratégia 'omni-canal' com êxito", referiu Luis Simões.

O managing director apontou ainda, como tendências do futuro, a comodidade no ato da compra; a responsabilidade da marca quer a nível social, quer ambiental; o desafio demográfico; a noção de saúde, uma vez que temos uma população cada vez mais envelhecida; a ameaça global; a noção de valor; assim como a individualização, na medida em que cada vez mais o consumidor quer produtos pensados e feitos para si. Deste modo, quem conseguir dar respostas a estas tendências em simultâneo, então terá uma grande vantagem no mercado.

Fonte: Briefing

quinta, 19 janeiro 2012 10:10

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing