Comunicação

Wall Street Journal corta no internacional

O Wall Street Journal vai cortar com o investimento nas publicações impressas fora dos Estados Unidos e apostar nas subscrições no digital na Europa e Ásia. No primeiro trimestre o jornal já conseguiu 118 mil assinaturas.

sexta, 30 junho 2017 13:14
Wall Street Journal corta no internacional

"Estamos constantemente a examinar o equilíbrio entre impresso e digital, numa altura em que vemos uma grande exigência do consumidor pelo digital. No último ano, as subscrições digitais do WSJ mais que duplicaram na Ásia e cresceram 48% na Europa", referiu o diretor do News Corp detentor do Wall Street Journal, Dow Jones.

Os consumidores que desejem um exemplar impresso terão de fazer uma subscrição via email, mas essa presença mínima ainda está a ser discutida.

Tal como sucede com outras publicações, também o Wall Street Journal tem visto diminuir o investimento nos anúncios impressos, em 2016 sofreu uma queda de 20%, forçando o a deslocar a atenção do impresso para digital.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing