Comunicação

2018 vai ser um ano frenético? O João acredita que sim

Desafiado a fazer um balanço de 2017, o diretor criativo da 004, João Gomes de Almeida, prefere olhar para 2018, para antecipar que este início de ano vai ser frenético. E, ainda, deixar dois reptos: um, que venham daí campanhas arrebatadoras; outro o de que a transformação digital é como o sol – nasce para todos, até para as agências de publicidade.

quinta-feira, 11 janeiro 2018 11:29
2018 vai ser um ano frenético? O João acredita que sim

 

O melhor?

2017 foi o ano que marcou definitivamente a saída da crise do mercado português da publicidade. É óbvio que não voltaremos, pelo menos em breve, aos números de 2008. Mas é ainda mais óbvio que foi o ano em que muitas marcas voltaram a abrir os cordões à bolsa e a apostar em grandes campanhas publicitárias. Isto fará com que o início de 2018 seja frenético e traga grandes novidades ao mercado.

Este foi também o ano em que Portugal ficou efetivamente na moda: mais um excelente ano de Web Summit, o turismo a subir em todo o território nacional, bons resultados da economia, mais uma bola de ouro para Ronaldo e pela primeira vez a vitória na Eurovisão. Basta sair de Portugal e falar com os estrangeiros, para percebermos o quanto estamos na moda. Saberão as agências de publicidade nacionais aproveitar este momento? Esperemos bem que sim.

O pior?

Foi um bom ano para as agências, mas não foi um bom ano para o mercado. A renovação geracional das lideranças continua por fazer. Os resultados de Portugal nos principais festivais internacionais de publicidade foram fracos, pelo que nos valeu apenas o bom momento da Fuel e o excelente momento da FCB. Mas ficou muito por fazer.

Continuamos a ter as principais agências focadas no "comercial" de 30 segundos, no mupi e na imprensa. Culpa de todos (mea culpa minha também) faltam campanhas arrebatadoras e falta termos a coragem de pôr a tecnologia ao serviço da publicidade. Vivemos na era da inteligência artificial, dos assistentes virtuais e do branded content, mas a maioria das nossas agências ainda vive aprisionada a formatos antigos e a métodos passadistas. A transformação digital quando nasce, nasce para todos – até mesmo para as agências de publicidade.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing