Comunicação

A #IMPRESSAODIGITAL de Diana Teixeira Pinto foi tirada no Parque da Cidade

O Parque da Cidade do Porto tem um lugar especial no seu coração. Faz parte da vida de Diana Teixeira Pinto “desde sempre”. Dos piqueniques à queima das fitas, passando por corridas em grupo e sessões fotográficas para marcas, é ali que passa “momentos únicos com família, amigos e colegas”. É, pois, o cenário ideal para a head of Marketing and VM da MO deixar a sua impressão digital.

sexta-feira, 07 fevereiro 2020 12:45
A #IMPRESSAODIGITAL de Diana Teixeira Pinto foi tirada no Parque da Cidade

 

Um objeto indispensável

O telemóvel. É o mundo nas minhas mãos. Permite-me estar sempre ligada ao mundo ou então ajuda-me a desligar dele.

Um livro memorável

“O amor em tempos de cólera”, de Gabriel García Márquez. É a história de amor mais pura que já li, onde a espera não é problema e a eternidade é uma certeza.

O filme da minha vida

“O Rei Leão”. Neste filme residem todas as emoções de uma vida: o amor de um pai, o sentido de proteção familiar, a perda, a amizade honesta e pura, a magia das pequenas coisas, o efeito de “alcateia”, a responsabilidade de um líder, a música como banda sonora da vida, e o amor e paixão verdadeiros.

O hobby

Trekking. As montanhas fazem parte de mim desde que me conheço: cresci a explorar os trilhos em família, e, mais recentemente, tive a sorte de poder trabalhar numa marca de outdoor, em que o meu dia a dia era vivido a pensar na emoção e conforto de ir para a montanha!

A série de eleição

“The Office”: simplesmente brilhante! Desde os atores, ao guião, às falas…nada falta nesta série. Já a vi vezes sem conta e nunca deixo de me rir como se fosse a primeira vez.

Banda sonora da vida

Tchaikovsky, sempre! A emoção das suas obras é indescritível e podiam perfeitamente compor a banda sonora da minha vida.

Um destino inesquecível

Santorini. Se Deus existe, definitivamente ele passou por lá e deixou-se estar por algum tempo. O final de dia nesta ilha é inexplicável.

Onde não voltarei

A ambientes tóxicos, pois aprisionam a minha criatividade.

O carimbo que falta no passaporte

Quénia, pois imagino um cenário onde a liberdade dos animais é vivida no seu esplendor.

 

O recanto em Lisboa

Miradouro da Graça, pois é a memoria que tenho da minha primeira viagem a Lisboa com os meus pais.

 

Se tivesse um superpoder, seria…

Recuar no tempo, para poder passar mais tempo com as minhas pessoas.

Tornei-me marketeer porque…

Adoro marcas, construir a sua estratégia, comunicá-la, implementá-la e vê-la a florescer junto do cliente.

A estratégia de marketing perfeita é…

Aquela com a qual o cliente se identifica e, consequentemente, partilha de forma natural.

 

Se não fosse marketeer seria…

Qualquer profissão que me permita explorar a minha criatividade.

Marca com que gostaria de trabalhar

Louis Vuitton, pois é intemporal e mantém o mesmo ADN desde a sua fundação.

 

Campanha que gostaria de ter assinado

Timeless, da Lacoste. Para mim, é a campanha mais bem realizada de sempre. Aquele final – emocional sem ser lamechas – remata com chave de ouro.

O rosto ideal para uma campanha da MO

Cristina Ferreira, é o match perfeito.

 

Uma peça de roupa marcante

Stilettos, porque conseguem “trabalhar” sozinhos: aparecem num look e o look brilha. Há uma frase que eu adoro: “Be a stiletto in a room full of flats”.

A tendência intemporal

Camisa branca, “Simplicity is the ultimate sofistication”.

Uma marca de sempre

Nivea. O cheiro dos produtos da Nivea remete-me para as minhas memórias mais antigas e “sabe-me a casa”. Traz-me emoções muito positivas, de criança e de tempos vividos em família.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing