Comunicação

Criar conteúdos é o mais importante, diz country manager do Facebook

irene_cano_facebook.jpg
Decorreu ontem, na sala Voyeurs do Casino de Lisboa, no Parque das Nações, o lançamento do site da Mediagate, o Liga-te à Media, com o apoio e apadrinhamento da country manager do Facebook para Portugal e Espanha, Irene Cano, que discursou na conferência intitulada “O Facebook dá a cara”.
quinta-feira, 27 janeiro 2011 11:32

Começando por mencionar o número de utilizadores do Facebook, mais de 500 milhões de pessoas, Irene Cano referiu também a evolução das redes sociais e a sua importância na vida das pessoas, as quais fazem parte, ou completam, o gráfico social de cada um de nós. Isto é, a criação de relações que vamos construindo ao longo da nossa vida onde as marcas de qualquer produto também fazem parte. E nisso o Facebook tornou as coisas mais evidentes, pois tal como evidenciou o seu criador no lançamento desta rede social, Mark Zuckerberg, o objectivo passa essencialmente por fazer do mundo um lugar mais conectado.

A country manager comentou a forma como os utilizadores das redes sociais assimilaram a importância que estas podiam ter nas suas vidas. Assim, deixaram de criar perfis com nomes anónimos, ou nicknames, para se apresentarem nas redes quer com os seus próprios nomes, quer com indicações sobre a sua identificação e sobretudo vida profissional. Também a forma como a informação é tratada na internet é diferente: “dantes pesquisava-se informação; agora partilha-se”, compara Irene Cano.

Cada vez mais as fronteiras passam a ser substituídas por conexões permitindo ao mundo ficar em constante ligação. Por isso, também a área do entretenimento sofreu alterações. Agora os jogos passam a ser sociais, independentemente do país a que pertencem os jogadores. Um bom exemplo disso é o famoso jogo do Facebook, o Farmville. Irene Cano referiu ainda o sucesso da consola Xbox que, podendo ligar-se através da internet, permite aos utilizadores jogarem online contra outros jogadores que possuam o mesmo jogo e o mesmo equipamento, o que fez com que o número de utilizadores da Xbox duplicasse.

Mas não foi apenas o mundo do entretenimento que ganhou vantagens. As notícias são cada vez mais partilhadas, mesmo dentro das redes sociais, e o universo da música também se expandiu: hoje em dia, um músico pode dar a conhecer-se ao mundo sem a ajuda de uma editora mas apenas marcando presença nos vários sítios da internet que lhe permitem projectar-se. Tal como os artistas, também as instituições, sobretudo as de carácter social, conseguem fazer as suas próprias campanhas apenas através das redes socais. Em suma, o importante, como referiu a country manager, é criarem-se conteúdos.

Irena Cano evidenciou ainda que para as marcas, as redes sociais são também uma mais valia. Quem conhece a estrutura do Facebook sabe que existe uma parte de publicidade que, ainda que pequena, faz com que os utilizadores mantenham um contacto quase que permanente com elas, o que lhes permite ter mais eficácia.

Fonte: Fibra

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing