Comunicação

Mais de metade dos portugueses tenciona gastar menos este Natal

natal_-_cpia.jpg
Mais de metade dos portugueses, 53,7%, planeia gastar menos dinheiro em compras de Natal este ano, revela o estudo GfK Christmas Gifts, que conclui que, face ao ambiente económico desfavorável, os consumidores revelam uma forte preocupação em manter os orçamentos controlados.

sexta, 17 dezembro 2010 13:53
De acordo com o estudo da GfK para o Wall Street Journal, os consumidores portugueses e da Europa de forma global pretendem poupar mais este Natal, em relação às intenções manifestadas há três anos atrás, antes da crise financeira de 2007/2008.
No que respeita a atitudes e comportamentos face aos gastos desta época, os portugueses aproximam-se mais do padrão dos consumidores da Europa Central do que dos da Europa Ocidental, tencionando poupar mais.

Nos países da Europa Central, 52,8% dos consumidores planeia gastar menos face a 2007, enquanto na Europa Ocidental, em média 47,9% dos consumidores pretende gastar o mesmo orçamento com os custos associados ao Natal.
A análise conclui que, ao nível europeu, os consumidores portugueses estão entre os que revelam maior sentimento de poupança, sendo apenas ultrapassados pelos búlgaros, húngaros e romenos. Já os consumidores da Suécia e Inglaterra são os menos pessimistas, com cerca de 20 por cento a planear gastar mais que em 2007.

As compras on-line reúnem a preferência de 5% dos europeus, valor que quase duplicou em relação a 2007, ano em que 3% declararam ser o seu canal preferido. Os americanos (15 %) são os que revelam maior preferência por este canal, seguidos dos ingleses, com 11%, e os suecos, com 10%. Já em Portugal, menos de 1% da população apontou este canal como opção para efectuar compras de Natal.

O estudo indica que a prioridade na escolha dos presentes será a utilidade dos mesmos, tendência mais expressiva junto dos consumidores portugueses e da Europa Central. Mais de metade da população portuguesa (62,3%) planeia oferecer peças de vestuário ou acessórios pessoais, uma escolha que lidera também as preferências na Europa Ocidental (57 por cento) e na Europa Central (49,1%).

O “GfK Christmas Gifts” é um estudo desenvolvido pela GfK para o Wall Street Journal sobre as intenções de compra dos consumidores na época de Natal. O estudo abrange 16 países no total (12 europeus mais USA, Brasil, Colômbia e Índia), num total de 15.750 entrevistas, a indivíduos de 15 e mais anos, realizadas em Setembro de 2010. Em Portugal a amostra foi de 1.250 entrevistas, recolhidas através de entrevista directa e pessoal, realizada na residência dos inquiridos, em total privacidade.

Fonte: LPM

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing