Comunicação

Sapo tem smartphone de marca própria

a5_sapo.jpg
O sapo apresentou no Sapo Codebits, o seu primeiro smartphone, o Sapo a5, com ecrã sensível ao toque e equipado com sistema Android.
terça, 16 novembro 2010 11:36
O equipamento apresentado possui uma câmara de 5 megapixels, 512 MB de memória RAM e equipamento fabricado pela chinesa ZTE. O preço rondará os 150 euros se comprado online e mais 20 euros caso seja comprado numa loja, onde chegará já no final do mês.

As mesmas aplicações que estavam já disponíveis para outros telemóveis estarão pré-instaladas neste smartphone. A diferença, diz o director de tecnologia do Sapo, Celso Martinho, é que no caso deste aparelho a integração com o resto do dispositivo é maior. E exemplifica: se um utilizador tiver uma conta no Pond (um serviço de agregação de sites sociais desenvolvido pelo Sapo), os contactos do Pond são automaticamente transpostos para a agenda do telemóvel.

“Este tipo de integração não era possível só com aplicações”, nota Martinho. Para este género de funcionalidades, o Sapo (graças a uma parceria com a empresa portuguesa Caixa Mágica, responsável pela distribuição de Linux com o mesmo nome) foi ao núcleo do sistema operativo Android (que é de código livre e pode ser modificado por qualquer pessoa) e fez as adaptações necessárias. “É o que fazem a HTC ou a Motorola”, dois dos fabricantes que têm no mercado smartphones com o Android.

A TMN, que tal como a Sapo é detida pela PT, também comercializa smartphones com Android e comercializará este novo do Sapo com os seus tarifários. O responsável do Sapo, explica que o facto de a marca ter fabricado este telemóvel para além de ser “mais uma experiência do Sapo” é também mais uma oferta no portfólio da operadora móvel.

Para Celso Martinho, à semelhança do que já acontece com a internet via ADSL, o sector móvel está a aproximar-se do ponto em que “vai explodir” e, por tal, “não podemos estar a olhar só para o PC”.

Ainda que o a5 venha equipado com a versão 2.1 do Android, e a mais recente seja a de 2.2, o Sapo compromete-se a enviar as novas versões do sistema de forma automática aos utilizadores.

Fonte: Público
sexta, 04 fevereiro 2011 18:43

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing