Criatividade

A Leo ganhou um lápis com Sons da Tortura

"Sons da Tortura", trabalho que a Leo Burnett Lisboa desenvolveu para a Amnistia Internacional, acaba de valer um prémio no D&AD. O símbolo é um lápis, tal como o próprio logotipo da agência.

quinta, 23 abril 2015 10:31
A Leo ganhou um lápis com Sons da Tortura

A criatividade da Leo foi distinguida na categoria Craft for Design, mais concretamente em Sound Design.

Até agora foi a única agência portuguesa distinguida. Este é o segundo ano que a Leo ganha um prémio neste festival que, segundo a diretora criativa executiva, Luciana Cani, é um dos "mais criteriosos".

Resta saber qual a cor do lápis – madeira, grafite, amarelo, branco ou preto, o que só acontecerá na entrega dos prémios, a 21 de maio.

A edição deste ano do D&AD atribuiu até agora 234 lápis, com o Reino Unido a ser o país mais premiado, com 53, e a Leo Burnett Sydney a agência com o maior número de prémios, sete.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing