Criatividade

Três agências portuguesas mereceram um destes

A 3ª edição quadrimestral do 2º festival anual dos Prémios Lusófonos da Criatividade já tem vencedores. As agências portuguesas Ogilvy, Initiative e Havas WW merecerem um Grand Prix. O pódio foi partilhado com três agências brasileiras e uma de Moçambique.

terça, 30 junho 2015 11:35
Três agências portuguesas mereceram um destes

Assim, nos Grand Prix, a Ogilvy & Mather foi distinguida, na categoria de Redes Sociais, pelo trabalho "Instantes", desenvolvido para a Alzheimer Portugal. Já o "Rexona Corre por Mais" valeu à Initiative um Grand Prix em Evento de Responsabilidade Social. Por fim, a Havas WW Portugal foi distinguida com um Grand Prix, em Poster, pela campanha "Chama" para a Amnistia Internacional.

A criatividade brasileira foi, também, premiada com três grandes prémios. Na categoria Ativações na Via Pública, a Africa destacou-se com o trabalho "Ticket Books", para a L&PM, tendo, também, arrecadado o prémio em Marketing Direto Digital com "Tickets on Air. A Casa Rex conquistou um Grand Prix na categoria de Design de Pack/Embalagem.

Por fim, o Grand Prix de Relações Públicas foi conquistado pela moçambicana DDB, na categoria de Media Espontânea em Campanha de Publicidade.

No que toca à criatividade portuguesa, a Born destacou-se ao conquistar 14 prémios, entre "ouro", "prata" e "bronze", seguindo-se a FCB Lisboa, com 13 galardões. Já a Terapia de Rádio, da Nylon, para a APCH - Associação Portuguesa da Criança Hiperactiva, mereceu cinco distinções.

Hoje serão conhecidas as agências e produtoras do ano lusófonas, em cada área de criatividade e em cada país.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing