Criatividade

Há portugueses com El Ojo no júri

O Creative Director da NOSSA, Rafael "Clark" Pfaltzgraff; o cofundador e diretor criativo da Coming Soon Lisboa, Marcelo Lourenço; o Chief Creative Officer da Lola Normajean, Leandro Alvarez; o CEO e Creative Director da FCB Lisboa, Edson Athayde; a Managing Director e Chief Creative Officer da VMLY&R Lisbon, Judite Mota; e o Senior Creative da Havas Portugal Bernardo Tavares são os representantes do mercado português no júri do El Ojo de Iberoamérica 2021. A 24.ª edição do festival internacional ocorre entre 23 e 25 de novembro.

quarta-feira, 27 outubro 2021 10:43
Há portugueses com El Ojo no júri

Rafael Clark é jurado do El Ojo Gráfico. O diretor executivo de Criação e sócio fundador da El Ruso de Rocky, Ángel Torres, é o presidente do júri da categoria e comunica aos jurados que têm a responsabilidade de escolher os melhores trabalhos. “São muitas horas de trabalho, de dias a mil a tentar fazer o melhor gráfico possível. Por isso, é importante, muito importante, que pensemos bem na nota que damos a cada trabalho. E vamos levar em consideração esse esforço por trás disso. Vamos votar com empatia”, diz.

Por sua vez, Marcelo Lourenço tem a responsabilidade de avaliar os trabalhos do El Ojo Desportos. Sobre a categoria, o Creative VP da Ogilvy Colombia e Chief Creative Officer da Ogilvy Andean, Juan Pablo Álvarez, afirma, como presidente do júri, que está a crescer cada vez mais. “Não só pela importância que o desporto sempre teve na sociedade, também porque talvez não haja nada mais inspirador, apaixonado e democrático. Ainda mais agora, quando tivemos que ficar tão quietos nos últimos anos”, justifica.

Já Leandro Alvarez faz parte do painel de jurados do El Ojo Direto. A categoria é presidida pela Executive Creative Director de Africa, Sophie Schonburg, que partilha com os jurados que a verdade é o que devem procurar em cada ideia. “E não vamos confundir verdade com realidade”, afirma.

Edson Athayde é um dos responsáveis pela avialação dos projetos do El Ojo Filme. “Saímos de uma pandemia de um ano e meio que limitou alguns tipos de produção, mas inspirou novas formas de contar uma história. (…) Como grupo, devemos recompensar o valioso trabalho apresentado pelos aspetos mais amplos e inclusivos de nossa sociedade”, afirma o português e Global Chief Creative Office da AKQA, Hugo Veiga, que preside o júri da categoria.

No júri do El Ojo Experiência de Marca e Ativação está Judite Mota. "Hoje a maioria dos trabalhos mais relevantes no nosso setor apresentam de uma forma ou de outra uma experiência ou ativação de marca, e, por isso, tenho a certeza que veremos uma grande variedade de casos de primeiro nível, o que torna a nossa tarefa não fácil”, considera o Chief Creative Officer da McCann Lima, Christian Caldwell, que preside o painel de jurados da categoria.

Por fim, Bernardo Tavares é jurado do El Ojo Design e El Ojo Produção Gráfica. A presidente do júri das categorias é a Group Creative Director da R/GA Buenos Aires, Josefina Casellas. “Temos uma grande responsabilidade em escolher os melhores. Os vencedores deste prémio serão aqueles que, diante da indústria, nos vão mostrar para onde estamos a ir e ajudar a definir um padrão para o próximo ano. Por isso, peço que sejamos exigentes, que premiemos o que realmente nos inspira e assim inspiramos os outros”, partilha a responsável com o painel de jurados.

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing