Criatividade

O Grande Prémio da Eficácia está "Preenchido pela Paralisia"

“Preenchido pela Paralisia”, da APCL – Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa, foi a campanha que valeu à Havas Worldwide Portugal e à Havas Media o Grande Prémio dos XVII Prémios à Eficácia da Comunicação, iniciativa que a APAN – Associação Portuguesa de Anunciantes promove em parceria com a Exoticology. O Escritório sagrou-se Agência Criativa do Ano – pelo segundo ano consecutivo – e o título de Agência de Meios do Ano foi para a Arena Media.

sexta-feira, 26 novembro 2021 12:20
O Grande Prémio da Eficácia está "Preenchido pela Paralisia"

A gala da 17.ª edição desta iniciativa, de que a Briefing é media partner, foi realizada esta quinta-feira, 26 de novembro. A iniciativa voltou ao registo presencial, na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, e foi conduzida pelo humorista Luis Franco Bastos.

“Este é o ano que, na realidade, casa o número de edições com o número de categorias, 17. Avaliámos todos os casos com base em sete critérios. Foram 117 casos, o segundo ano mais concorrido dos prémios, o que demonstra bem a resiliência do setor, de agências, marcas e todos os stakeholders deste mercado, pois embora tenhamos todos de ter enfrentado circunstâncias bem adversas, anómalas, impossíveis de antecipar, a verdade é que fomos resilientes”, afirma o presidente do júri e Chief Sales Officer B2C da Altice Portugal, João Epifânio, na abertura da gala.

O responsável acrescentou que esta edição é “muito especial”, pois “corresponde a um dos períodos mais difíceis de poder exercitar a ativação de marca, de concretizar campanhas, e puxou por algo que é um vetor fundamental, a inovação”. “Tivemos acima de tudo de reforçar a nossa componente criativa, e de repensar a estratégia de comunicação e planeamento de meios”, diz.

Por sua vez, a secretária-geral da APAN, Manuela Botelho, antes de serem anunciados o Grande Prémio, a Agência Criativa do Ano e a Agência de Meios do Ano, deixa a mensagem que se provou, mais uma vez, que, apesar de todas as vicissitudes, a indústria da publicidade é muito resiliente e, mesmo em ambiente desfavorável, sabe encontrar o caminho certo. E deixa um desafio para o próximo ano: “As crises de diversa natureza vão fazer parte do nosso dia a dia e as marcas vão ter de continuar a navegar nestes mares turbulentos, se quiserem manter-se relevantes e distintivas. Para isso, precisam também de continuar a investir em comunicação, se quiserem criar disponibilidade mental na cabeça das pessoas e criar laços duradouros; e de continuar a ser muito criativas, a ser capazes de se relacionar emocionalmente com as pessoas, a ser consistentes e a equilibrarem a comunicação de marca com a ativação".

Os prémios Ouro, Prata e Bronze, de cada uma das 16 categorias, podem ser conhecidos aqui.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

Vídeo





bt nl

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing