Entrevistas

Seja um social e-shooper, dizem eles

ClubeFashionChama-se social shopping e é nova ferramenta do ClubeFashion. O objetivo é que os dois milhões de utilizadores da plataforma possam fazer comprar online como o fazem offine – com amigos e família. O CEO, Gonçalo Saudade e Silva, explica ao Briefing as vantagens de ser um  social e-shopper.

segunda, 05 maio 2014 12:27
Seja um social e-shooper, dizem eles

Briefing | O ClubeFashion acaba de lançar o Social Shopping. Em que consiste ao certo esta nova ferramenta?

Gonçalo Saudade e Silva | Esta é uma ferramenta disponibilizada por uma jovem e inovadora empresa portuguesa (GetSocial) que transforma a nossa loja online, colocando-a a funcionar como uma rede social, ligando pessoas, produtos e marcas num só espaço. Em termos práticos, esta ferramenta permitirá que os dois milhões de utilizadores do ClubeFashion possam realizar compras online como o fazem nas lojas offline: com amigos, amigas e família. Na prática, os nossos clientes terão acesso a uma experiência de shopping online onde passarão a estar "acompanhados" pelo seu grupo social.

Briefing | Qual o objetivo do ClubeFashion ao lançar esta experiência para os clientes?

GSS | Para o ClubeFashion, esta é uma excelente forma de se diferenciar da sua concorrência em termos da experiência que oferece aos seus clientes.

Mais, pela alta dinâmica conseguida com este produto, conseguiremos angariar mais visitas e utilizadores, aumentando todo o funil de vendas. Este produto disponibiliza também informação que não dispúnhamos sobre os utilizadores, permitindo conhecê-los melhor (num contexto social) e agir sobre a informação e atividades por estes realizada, com benefícios para o negócio.

Briefing | Qual o target principal do social shopping?

GSS | O ClubeFashion tem atualmente dois milhões de membros inscritos, número este que está a crescer, assente num "target premium", diversificado graças ao grande volume de marcas parceiras, que disponibilizam uma média de oito novas campanhas por dia na sua plataforma. Podemos admitir que todos os membros ClubeFashion são potenciais "social e-shoppers".

Briefing | Em que é esta experiência de compra se distingue da compra online tradicional?

GSS | A maioria das pessoas procura uma segunda opinião quando vai às compras e especialmente quando está online. O poder de referência dos amigos é vital para uma experiência de compra "social", o que até agora não era possível fazer no interior das lojas online. Desta forma, o "Social Shopping" do ClubeFashion passa a permitir que amigos se juntem na loja online, com inúmeras vantagens, tais como:

• Saber quais os produtos mais populares na loja (Top Produtos), bem como quais os produtos de que os amigos gostam ou recomendam;

• Acesso a uma lista de atividades de shopping que ajuda a descobrir as novidades dos amigos de uma forma simples, fluída e não intrusiva (Atividades de Amigos);

• Convidar amigos do Facebook para o "shopping social";

• Receber e fazer recomendações de produtos;

• Compilar os produtos favoritos numa área "Produtos que gosto", e consultar estas listas dos seus amigos.

Briefing | De que forma é que o "Social Shopping" poderá dar mais visibilidade ao ClubeFashion e às marcas presentes nesta loja online?

GSS | A "social shop" é uma ferramenta que aumenta sobretudo a visibilidade da loja e das marcas presentes nas redes sociais, isto através da transformação dos seus membros/clientes em promotores.

Ao gostar, partilhar ou recomendar produtos, entre outras ações, os utilizadores do ClubeFashion que aderirem à "social shop" estão também a distribuir o conteúdo (ou publicidade) através de "estórias" pessoais contextualizadas (posts) nas redes sociais – isto é, através das pessoas e não de anúncios da loja. Este é um ponto fulcral dado que nas redes sociais as pessoas tendem a consumir menos anúncios e mais conteúdos dos amigos, da família, etc.

Briefing | Esta poderá ser também uma nova forma de atrair publicidade?

GSS | A "social shop" ajuda sobretudo a diminuir ou diversificar os investimentos da loja online em publicidade na Internet. Por um lado, aumenta a visibilidade nas redes sociais, através da transformação de clientes em promotores. Por outro, permite ampliar o conhecimento dos e-shoppers e a suas ações, permitindo uma melhor segmentação e targeting de ações de marketing.

Briefing | De acordo com a estratégia do ClubeFashion, de que forma é que a publicidade ligada ao "Social Shopping" se distingue da publicidade online?

GSS | As ações feitas pelos utilizadores do ClubeFashion através do "Social Shopping" gerarão automaticamente também publicidade online. A diferença reside no facto desta publicidade ser feita não pela loja (através de Facebook Ads ou Facebook Page Posts) mas pelos próprios utilizadores, o que aumenta imenso o CTR (click-through-rate) destes elementos de publicidade, e consequentemente o seu valor para o negócio. As pessoas prestam muito mais atenção aos posts de amigos do que a publicade 'tradicional', com origem nas lojas e marcas. Assim, o "Social Shopping", para além da experiência diferenciada que providencia aos utilizadores no interior da loja, assume também um papel de canal de Marketing alternativo e de maior valor para os utilizadores e para a loja.

Briefing | Como é que o Lead Generation poderá ajudar as marcas a promoverem-se?

GSS | Esta evolução do ClubeFashion pretende explorar o "Social Lead Generation", ou seja, a geração de leads usando as relações sociais e a enorme capacidade de influência que amigos e família têm entre si para aumentar a visibilidade da loja, a captação de novos utilizadores e o funil de vendas em geral. Esta é uma das principais tendências no ecommerce, e nós fazemos questão de estar na vanguarda deste movimento. Sabemos que se providenciarmos uma melhor experiência aos nossos utilizadores, aumentarmos satisfação, retenção e vendas. As pessoas privilegiam estar onde os seus amigos estão.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

terça, 06 maio 2014 13:16

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing