Entrevistas

O que tem o desporto a ver com capitais? O Paulo explica

O que tem o desporto a ver com capitais? O Paulo explicaA Shiny People foi a agência escolhida para desenvolver a campanha institucional da Comissão de Mercado de Capitais de Angola. O resultado é uma analogia ao mundo do desporto, explicada em entrevista pelo diretor criativo da agência, Paulo Monteiro.

segunda-feira, 04 agosto 2014 12:45
O que tem o desporto a ver com capitais? O Paulo explica

Briefing | Porque é que o desporto é importante nesta campanha de comunicação da CMC?

Paulo Monteiro | Ao criarmos uma analogia com o mundo do desporto, associando a Comissão do Mercado de Capitais ao papel do árbitro, figura incontornável em qualquer competição que se quer saudável, leal e transparente, a Shiny People está a responder ao desafio lançado pela CMC de comunicar eficazmente, transversalmente e de forma interclassista, a importância da missão e a relevância da CMC enquanto regulador e supervisor do futuro mercado de capitais.

Briefing | Quais os próximos passos desta campanha de comunicação institucional?

PM | Para além da campanha de comunicação institucional criada para a CMC, a Shiny People desenvolveu a nova identidade corporativa da instituição, bem como todas as suas aplicações, internas e externas. Criou também o novo website da CMC, a intranet da instituição e o design gráfico de uma linha de importantes publicações da CMC. Neste momento, estamos a preparar o lançamento do follow-up da campanha de comunicação institucional, o qual será, sem dúvida, um projeto de comunicação bastante pertinente, inclusivo e de extrema utilidade para o futuro desenvolvimento de toda a sociedade angolana.

Briefing | A campanha vai passar apenas em Angola ou também será adaptada para mercados externos?

PM | A campanha de comunicação institucional da CMC dirige-se apenas à sociedade angolana, sendo o seu objetivo principal, esclarecer de forma interclassista qual o papel, importância e missão da CMC para o futuro da economia angolana.

Briefing | Como é que surge este trabalho para a Shiny People?

PM | A Shiny People foi a agência selecionada para concretizar este projeto pela Comissão do Mercado de Capitais no âmbito de um concurso público no qual participaram várias agências de renome nacional e internacional.

Briefing | O que é hoje a realidade da Shiny People em Portugal e Angola e quais as suas ambições?

PM | A ShinyPeople é uma agência independente com sede em Lisboa, onde os conceitos e a execução vivem no mesmo espaço criativo numa gama eclética de projetos, desde a criação e o desenvolvimento de conteúdos para publicidade, Design, Motion-Graphics, 3D, plataformas digitais, interativas e televisão. A Shiny People é uma equipa jovem com profissionais de áreas muito distintas mas complementares.

A Shiny People tem vários projetos atualmente em curso com clientes em Inglaterra, Espanha, Brasil, Portugal e Angola. Em Angola colabora regularmente com o BESA e recentemente foi a agência responsável pelo desenvolvimento da estratégia e criatividade da campanha global de lançamento da Tranquilidade em Angola e Moçambique.

Temos uma única ambição. A de fazermos um trabalho de excelência, que seja gratificante para todos os envolvidos, e desta forma fazer brilhar os nossos clientes e as suas marcas.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

quarta-feira, 06 agosto 2014 09:38

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing