Entrevistas

Há mais do que gelados na Olá. Há uma academia e a Elena explica porquê

Há mais do que gelados na Olá. Há uma academia e a Elena explica porquêProporcionar uma primeira experiência profissionalizante a jovens universitários. Esta a ambição da Academia Olá, que vai na terceira edição. Concorreram mais de 4100 candidatos a 45 dias de trabalho remunerado a vender gelados na praia. À Briefing, a responsável pelo programa SOU OLÀ, Elena Durán, traça os objetivos desta iniciativa que, de certa forma, representa o regresso da marca às origens.

quinta-feira, 21 julho 2016 13:06
Há mais do que gelados na Olá. Há uma academia e a Elena explica porquê

Briefing | Quais os objetivos da Academia Olá?

Elena Durán | A Academia Olá é essencialmente dirigida a jovens portugueses que pretendam desenvolver competências complementares às adquiridas no mundo académico e adquirir uma experiência profissional remunerada durante o verão. Desta forma, poderá facilitar, consequentemente, a sua inserção no mercado laboral. Ao desafiar os jovens a integrar equipas de vendedores ambulantes de gelados, a OLÁ pretende ter um papel ativo e relevante no seu processo de profissionalização, proporcionando não só a formação, como também uma experiência profissional remunerada.

Briefing | De que forma está integrada na estratégia de responsabilidade social da marca?

ED | A Academia Olá faz parte do programa SOU OLÁ e foi criada no âmbito do Plano de Sustentabilidade da Unilever, com o qual se pretende ajudar a melhorar as condições de vida de milhões de pessoas. Em virtude da elevada taxa de desemprego existente em Portugal, pareceu-nos importante o lançamento do programa SOU OLÁ, um programa de emprego sustentável, que visa ajudar a integrar os portugueses no mercado de trabalho, com impacto real na sociedade.

Briefing | Sendo esta uma "medida de combate ao desemprego", equacionam a integração na empresa de participantes que se destaquem, seja através de estágios profissionais ou contratos de trabalho? Porquê?

ED | Os participantes que mais se destacam pertencem, por norma, à equipa vencedora. Mas estamos efetivamente sempre atentos a todos os inscritos, que podem, não só receber a oportunidade de estagiar na Unilever Jerónimo Martins, como a de assinar um contrato de trabalho. Temos, inclusive, um colega que, após o estágio proporcionado por esta iniciativa, já se encontra a trabalhar connosco. Adicionalmente, equacionamos a integração de outros elementos não só dos participantes, mas também a dos supervisores contratados para o programa. Damos bastante valor a todos aqueles que participam e se esforçam para dar o seu melhor. Como tal, se demonstrarem que são uma mais-valia para a nossa empresa, iremos dar-lhes o valor merecido.

Briefing | Como é que a venda de gelados nas praias e a realização de ações de promoção/ degustação podem ser mais-valias para os jovens universitários?

ED | Para muitos destes jovens, a participação na Academia Olá é o seu primeiro contacto com o mercado de trabalho. Através das sessões de formação e do trabalho em campo, este programa permite ajudá-los a desenvolver competências que são cada vez mais valorizadas pelas empresas, nomeadamente liderança, auto motivação, trabalho em equipa e criatividade. Além de serem responsáveis pelo seu meio de venda, os participantes terão de lidar com clientes, gerir recebimentos, tomar decisões e desenvolver estratégias criativas para vender o maior número de gelados. Esta experiência pode tornar-se muito útil para o seu futuro profissional. Por isso, a Academia Olá acaba por beneficiar os jovens que pretendam entrar num mercado de trabalho, que está cada vez mais exigente e competitivo.

Briefing | E de que forma é que essas mesmas ações podem contribuir para aumentar as vendas e notoriedade da marca? Que vantagens retira a Olá da academia?

ED | Tendo em conta o número de gelados vendidos na edição passada da Academia Olá, registámos um ligeiro aumento das vendas. No entanto, o nosso principal objetivo é impactar positivamente o futuro destes jovens. Basta-nos atingir o break-even para que o projeto se torne sustentável e tenha continuidade ao longo dos próximos anos. Com a Academia Olá, a marca não só regressa às suas origens (a venda ambulante de gelados), como consegue estar cada vez mais próxima dos portugueses, construindo ao mesmo tempo um negócio de forma sustentável.

Briefing | Porque optou a Olá por remunerar os participantes da academia? É um incentivo à inscrição ou está integrado na política de responsabilidade social da empresa?

ED | Se estamos a proporcionar uma experiência profissional, faz todo o sentido remunerá-los se atingirem os objetivos e conseguirem trabalhar em equipa. No final do programa, os participantes que atingirem os objetivos mínimos de venda receberão um total de 810€. Os que atingirem os objetivos máximos estabelecidos receberão 1470€. No entanto, acreditamos que a remuneração não é o mais importante para estes jovens, mas sim a experiência. O sucesso da Academia Olá está essencialmente relacionado com a quantidade de jovens que tenham conseguido adquirir um conjunto de competências como a atitude, a auto motivação, a gestão de objetivos e de relações interpessoais e o trabalho de equipa. Estas serão certamente muito úteis no futuro pessoal e profissional destes jovens.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

segunda-feira, 25 julho 2016 12:23

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing