Entrevistas

O que liga a música à logística? A Carla responde

O que liga a música à logística? A Carla respondeRadio Red. Foi este o nome escolhido para o projeto radiofónico interno da Chronopost, cujas emissões arrancam amanhã, dia 13 de janeiro. Um nome que vai buscar inspiração à banda Radiohead e cujo objetivo é o de envolver e motivar os cerca de 800 colaboradores da empresa. A diretora de Marketing e Comunicação, Carla Pereira, fala à Briefing desta iniciativa, que conta com assinatura da Índigo e seleção musical da Sony.

quinta, 12 janeiro 2017 13:14
O que liga a música à logística? A Carla responde

Briefing | O que explica a criação de uma rádio interna? Quais os objetivos?

Carla Pereira | No atual mercado global, volátil e competitivo, vencem as empresas que percebem e reconhecem o valor do seu capital humano. Só podemos entregar propostas de valor ao mercado se os nossos colaboradores se sentirem envolvidos e comprometidos com o seu trabalho. Apoiar e motivar as nossas equipas está no ADN da Chronopost, pelo que a criação desta rádio é mais uma tentativa de mostrarmos que estamos verdadeiramente preocupados com o bem-estar dos nossos colaboradores e que lhes damos as ferramentas necessárias para se sentirem felizes por trabalhar aqui. A música tem o poder de alterar o nosso humor, aumentar os níveis de energia e ajuda no combate ao stress. Na Chronopost queremos transmitir boas energias aos nossos colaboradores e a rádio pareceu-nos ser uma ferramenta acertada para responder a estes desafios. Esta Radio Red faz parte de uma transformação cultural que começámos a operar há sensivelmente um ano e meio e que se materializa num alinhamento harmonioso entre os valores pessoais e os valores organizacionais. As organizações só se transformam graças às pessoas e estas não mudam se as estruturas, processos e sistemas de recompensa, não mudarem também. Uma transformação cultural exige uma equipa de liderança comprometida com esses objetivos e estamos confiantes de que iniciativas como esta só contribuem para índices de produtividade e motivação elevados.

Briefing | E porquê "Red"?

CP | Red porque é o tom cromático da nossa marca e porque faz um trocadilho giro com a conhecida banda Radiohead. Até nisso temos sorte por trabalhar uma marca como a Chronopost!

Briefing | Como surge a parceria com a Índigo para a criação da rádio?

CP | Desafiámos o Manuel Faria da Índigo a desenvolver um projecto de comunicação interna que envolvesse ter música no período mais importante da manhã para os nossos distribuidores: enquanto preparam as encomendas nas viaturas para a respectiva entrega. Daí à criação de uma rádio foi um passo tão rápido quanto um almoço! Estabelecemos logo ali o programa, as parcerias restantes com a Sony e a SPA (Sociedade Portuguesa de Autores), bem como a locutora que iria animar as manhãs.

Briefing | E qual o papel da Sony nesta iniciativa?

CP | A Sony Music selecionará a playlist das músicas que serão emitidas a partir do estúdio da Radio Red na estação da Chronopost de Lisboa. A emissão começa a partir das 7h da manhã e o ritmo das músicas vai aumentando à medida que a hora da saída das viaturas se aproxima para que, desta forma, os colaboradores se sintam motivados e animados quando iniciarem as suas entregas.

Briefing | Mas trata-se de uma rádio global?

CP | Para já este é um projeto local, mas tal não significa que não possa vir a ser replicado noutros países. A Radio Red será emitida em 12 estações da Chronopost de norte a sul do país, sendo difundida em directo a partir da "emissora" que criámos em Lisboa.

Briefing | Como serão as emissões nacionais? Quais os programas?

CP | Os cerca de 800 colaboradores das estações da Chronopost em Portugal vão poder desfrutar de manhãs mais animadas com a nova rádio interna da empresa. As emissões vão ocorrer a partir da estação de Lisboa, contando com música, notícias, passatempos e muito entretenimento nas primeiras horas da manhã. A locutora desta rádio será a Rita Correia, anteriormente locutora da Cidade FM, que estará todos os dias na Chronopost, das 7h às 9h da manhã. Queremos que os colaboradores se sintam envolvidos e para isso é fundamental que haja uma interação constante com eles. Vamos dar a conhecer as boas práticas da Chronopost a todos os funcionários de norte a sul do país, fazer alguns passatempos e prestar algumas informações, sempre de forma muito animada. E vamos igualmente desafiá-los a assumir o programa, dando formação em locução aos que o pretendam fazer.

Briefing | Como uma rádio interna pode aumentar o engagement e a motivação dos colaboradores?

CP | A rádio desempenha um papel fundamental nas nossas vidas. Ela informa, educa, sensibiliza, aproxima, surpreende-nos e diverte-nos. Na definição da estratégia para a Radio Red decidimos que seriam preparadas playlists específicas para cada dia e em tom crescendo com o objetivo de efetivamente aumentar o engagement e a motivação dos nossos colaboradores. Por exemplo, à hora a que os funcionários devem começar a carregar as carrinhas e preparar a distribuição das encomendas, a música é bastante calma, sendo mais ritmada ao longo das 2 horas de emissão, para animar e dar a entender que a hora de saída das estações está a aproximar-se.

Briefing | Trata-se de uma iniciativa para gerar maior produtividade?

CP | Sem dúvida. A rádio interna que agora lançamos é um desafio enorme para a empresa e uma das iniciativas de que mais nos orgulhamos, porque nela se reflete aquele que é o espírito da Chronopost. As pessoas que aqui trabalham são o ativo mais importante que podemos ter, pelo que se elas estiverem motivadas, seguramente que prestarão um serviço de qualidade superior aos nossos clientes. Ao promovermos um ambiente saudável, divertido, e aberto à inovação e à criatividade, estamos a oferecer todas as condições necessárias para que a produtividade aumente. Se os colaboradores sentirem um apoio forte por parte da empresa e o "amor à camisola", vão ter mais motivação para trabalhar em prol da empresa e dos seus clientes.

Briefing | Qual o impacto destas iniciativas no desempenho da empresa?

CP | Para além do fator motivação, a gestão da comunicação interna deve ter como objetivo passar informação importante, clara e objetiva, de forma organizada, evitando sobreposição de mensagens e deturpação de factos. O nosso público interno constitui um ativo fundamental e um veículo de divulgação externa da imagem e valores da empresa. A Chronopost prima pelo saber motivar e envolver em primeiro lugar o público interno, para o conseguir depois eficientemente a nível externo. Adotamos uma estratégia que nos permite tornar os nossos colaboradores os verdadeiros "embaixadores da marca" ao inovarmos constantemente. Antes de vendermos o serviço/produto aos nossos clientes, precisamos de convencer os nossos colaboradores de que somos os melhores, fomentando um elemento de ligação entre cliente, serviço/produto e colaborador. Vender um produto, uma ideia e um posicionamento para o colaborador passa a ser tão relevante quanto para o cliente. Traduz-se em torná-lo aliado no negócio, responsável pelo sucesso da empresa e igualmente preocupado com o seu desempenho.

Briefing | Em que medida as empresas devem apostar em iniciativas que promovam a motivação dos colaboradores?

CP | É muito importante sensibilizar os gestores para a importância da comunicação interna. Acredito que liderar é comunicar, reforçar a empatia, humanizar as relações, gerar aproximação e compromisso. A liderança deve materializar-se numa voz capaz de alinhar toda a estratégia empresarial. No fundo, tornar a própria empresa num "coach" fundamental para transmitir e alinhar visão, missão, valores e objetivos da organização. Quanto maior o envolvimento com a organização maior o compromisso, logo, maior produtividade. Em termos práticos, existe um extenso leque de iniciativas que podem ser aplicadas internamente, desde as mais simples até às mais complexas. Mas o que realmente importa é garantir que as pessoas se sentem parte da empresa e envolvidas com os valores das organizações.

Briefing | Como se insere na política de comunicação e marketing interno da Chronopost?

CP | O Marketing é uma função organizacional para criar, comunicar e distribuir valor aos clientes e assim gerir relacionamentos de forma a beneficiar a organização e os seus parceiros de negócio.A Radio Red vem assim juntar-se a outras iniciativas de comunicação interna já existentes na Chronopost, como por exemplo o torneio de futebol que promovemos com os nossos colaboradores. Trata-se de iniciativas que fazem parte do compromisso interno da Chronopost de estarmos próximos dos nossos colaboradores e de nos preocuparmos com a sua felicidade e bem-estar.Temos vindo lançar várias iniciativas internas e assim o continuaremos a fazer.

Briefing | Qual o peso de Portugal no negócio do DPDgroup?

CP | A Chronopost tem sabido sempre afirmar um papel de relevante destaque no seio do DPDgroup. Somos um case study em vários aspetos do negócio e a Radio Red é mais um destes casos. Fomos recentemente agraciados com um prémio internacional do nosso Grupo, que reconheceu a Radio Red como o melhor projeto de comunicação interna de 2016. Estamos continuamente a conquistar quota de mercado, o que é também um atestado da competência e da qualidade do nosso serviço. Com a recente aquisição da totalidade das atividades da Seur em Portugal, o nosso Grupo torna-se líder no nosso país, contando com o maior número de encomendas transportadas.

O que liga a música à logística? A Carla responde

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

quinta, 12 janeiro 2017 14:09

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing