Entrevistas

A Glam chegou ao Brasil e está de olho em França. A Beatriz diz porquê

A Glam chegou ao Brasil e está de olho em França. A Beatriz diz porquê Vários projetos da Glam foram premiados, a nível internacional, em 2016. Todos projetos online, a atestar a nova abordagem da agência na gestão da imagem dos agenciados. Uma abordagem que passa também pelo estrangeiro: um primeiro escritório fora de portas abriu já, no Brasil, e França é outro mercado debaixo de olho, como explica a CEO, Beatriz Lemos.

segunda, 20 fevereiro 2017 13:34
A Glam chegou ao Brasil e está de olho em França. A Beatriz diz porquê

Briefing | A Glam iniciou 2017 com a abertura de um escritório no Brasil. O que levou a agência a dar esse passo?

Beatriz Lemos | Começámos por firmar, em 2016, uma parceria com a Montenegro e Raman, uma das maiores agências de atores do Brasil. Com esta parceria, os atores e apresentadores da Glam passaram a ser representados no 5.º maior mercado mundial de produção de conteúdos de ficção e entretenimento. Depois de uma parceria com a Montenegro e Ramam, a abertura de um escritório no Brasil foi um passo natural, um ano depois.

Briefing | Têm também uma parceria com uma congénere francesa. Como está a correr a experiência?

BL|Na realidade, estabelecemos um contacto com uma agência em França para agenciar alguns atores, que eles identifiquem, por sua vez, que têm potencial para aquele mercado. Ainda estamos a dar baby steps nesse sentido.

Briefing | Há outros mercados em perspetiva?

BL | Para já não. Nos próximos dois anos vamos estar completamente focados em apostar nos mercados do Brasil e França.

Briefing | O que têm trazido essas parcerias à Glam em termos de negócio?

BL | Esta aposta é feita para os nossos agenciados. Aliás, tudo o que fazemos é para prestar o melhor serviço para eles.

Briefing | Assim sendo, que mais-valias lhes traz?

BL | O cuidado em todos os processos, o acompanhamento altamente personalizado e, principalmente, uma postura pró-ativa na conceção e realização de novos projetos.

Briefing | 2016 foi também um ano de prémio para alguns dos vossos projetos. Que balanço faz?

BL | É um balanço extramente positivo, naturalmente. A app de Júlia Pinheiro (a primeira pessoa a criar uma nova plataforma de comunicação em Portugal) rapidamente se tornou numa referência, tendo obtido a distinção internacional de "Highly Commended" por parte dos Digital Magazine Awards 2016, em Londres. No campo da dança, a Glam e o seu agenciado Cifrão viram o inédito projeto da Online Dance Company powered by Millennium bcp receber vários prémios internacionais, no seguimento dos inúmeros espetáculos de dança que mensalmente foram sendo criados exclusivamente para as redes sociais. "O Nosso T2", o blog de Tânia Ribas Oliveira, foi considerado, na conferência "Spot Internacional Efluent", um dos mais importantes projetos digitais da Europa ligados à maternidade. Estes são resultados que nos deixam muito orgulhosos com o trabalho que estamos a fazer.

Briefing | Esses prémios foram para projetos digitais. Isto significa que é uma abordagem cada vez mais relevante para promover os vossos agenciados?

BL | O digital é uma das nossas apostas, mas está longe ser a única. Trabalhamos em termos de gestão de imagem noutras áreas, como licenciamento de produtos, eventos, projecos solidários, livros, peças de teatro, entre muitas outras iniciativas que criamos de raiz. O digital tem a grande vantagem de conseguirmos, mais facilmente, galgar fronteiras pela globalidade que tem.

Briefing | O que oferece a Glam de diferenciador no mercado das agências de talentos?

BL | Consideramos que o aspeto mais diferenciador da Glam é que temos a capacidade de oferecer um produto chave na mão. A empresa está dividida em departamentos – Celebrity, Sports, Music, Talents e Corporate, ou seja, chegamos a todos os mercados e momentos, pois temos um leque variadíssimo de oferta. Ao trabalharmos com atores, apresentadores, desportistas, músicos, novos talentos, conseguimos dar facilmente resposta a qualquer tipo de pedido.

Briefing | Que projetos/perspetivas para 2017?

BL | Para este ano de 2017, queremos, acima de tudo, consolidar as apostas que fizemos em 2015. Investimos muito numa nova abordagem, que nos tem trazido resultados muito positivos. Seja na criação de projetos para os nossos agenciados, como a organização dos eventos para o lançamento dos mesmos, tal como uma gestão de carreira e imagem o mais completa possível.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

terça, 21 fevereiro 2017 11:39

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing