Entrevistas

Criar uma cerveja com alma portuense. É o objetivo do Tiago

Criar uma cerveja com alma portuenseFoi no norte de Portugal, que nasceu a inspiração e a vontade de Tiago Talone e Pedro Mota para criarem não só uma fábrica de cerveja como uma marca que representasse a região. Assim, da Fábrica de Cervejas Portuense saiu a Nortada, um nome inspirado no vento frio de noroeste, numa cerveja com "alma portuense".

sexta-feira, 26 maio 2017 13:19
Criar uma cerveja com alma portuense. É o objetivo do Tiago

Briefing | Como surge a ideia de criar a Nortada? Qual foi a inspiração?

Tiago Talone | Foi há quase 5 anos que eu e o Pedro Mota iniciamos o estudo de viabilidade para o lançamento de uma nova fábrica de cervejas em Portugal e, consequentemente, para o lançamento de uma nova marca de Cervejas. Tanto eu como o Pedro, somos pessoas ativas e experientes no sector cervejeiro, eu estou mais focado em áreas de gestão, marketing e vendas e o Pedro focado nas áreas de produção. Mais do que criar a marca Nortada, começámos por tentar perceber se em Portugal haveria oportunidade para o aparecimento de outra marca de Cerveja, capaz de trazer inovação e, sobretudo diferenciação. Em conjunto, estudámos dezenas de mercados internacionais, com visitas pontuais a cada um destes. E constatámos as diferenças entre a realidade no mercado Cervejeiro Português, quando que comparado com outras realidades onde a promoção da cultura cervejeira está mais enraizada. A marca Nortada resulta do conjunto de ilações constatadas, no alinhamento de uma série de ideias e do nosso feeling neste projeto. O nome é uma expressão, um símbolo, um ícone que de forma sucinta deve resumir a personalidade/identidade de uma pessoa ou, neste caso, de uma marca. O nome Nortada é inspirado na frescura dos ventos do Norte. É isso que pretendemos ao beber uma boa cerveja: que seja suave e fresca até à última gota. É, também, um símbolo do Norte este vento que predomina em toda a costa Nacional. E remete-nos para a praia, o verão, o calor, a festa, ou seja, momentos preferenciais para o consumo de cerveja. Por outro lado, foneticamente a palavra Nortada tem a particularidade de ser fácil de compreensão e, de certa forma, ser verdadeiramente internacional.

Briefing | De onde vem e qual é o know how para a criação desta cerveja?

TT | Esse é um ponto de diferenciação da nossa marca, quando que comparada com outras marcas de cerveja que também surgem no mercado. Efetivamente, desde os promotores à grande maioria dos colaboradores, todos são experientes no sector cervejeiro. Na produção, por exemplo, a Fábrica de Cervejas Portuense conta com dois Mestres Cervejeiros experientes. A Diana Canas trabalhou numa das maiores empresas cervejeiras em Portugal e participou no curso de Brewmastar na faculdade VLB em Berlim que é simplesmente a mais conceituada escola de mestres cervejeiros. Já o Francisco Santos trabalhou na segunda maior microcervejeira na Escócia e nesse país teve também a oportunidade de participar num curso prestigiado de mestres cervejeiros.

Briefing | Quanto foi o investimento despendido na criação desta cerveja?

TT | O investimento inicial para o arranque deste projeto foi superior a 3 milhões de euros. Como em qualquer outra empresa, a necessidade de investimento será constante e, também, na Fábrica de Cervejas Portuense, temos a previsão de continuar a investir a par e passo com o crescimento da empresa.

Briefing | Qual a ambição da produção? Como e onde pretendem comercializar a Nortada?

TT | A Cerveja Nortada é a marca de um projeto da Fábrica de Cervejas Portuense, projeto esse que tem uma ambição Regional. Pretendemos devolver aos cidadãos do Norte uma marca que possam apelidar de sua. A Fábrica está preparada para produzir dois milhões de litros e estamos preparados para comercializar em todos os canais e com particular foco no canal on-trade e na região Norte do País. Para o efeito a empresa conta com uma equipa comercial e uma equipa logística capaz de garantir o contacto direto e próximo com o ponto de venda. Voltaremos a trazer aos comerciantes do grande Porto um serviço distinto, próximo, feito de pessoas para pessoas.

Briefing | O que destaca a Nortada das outras cervejas artesanais?

TT | A definição de cerveja artesanal é uma temática atual e discutida em qualquer fórum cervejeiro internacional. Afinal de contas o que é isso mesmo de cerveja artesanal? Lançamos uma marca - a Cerveja Nortada - que se distingue de qualquer outra cerveja em Portugal. A proposta de Nortada é distinta em qualidade por ser a única marca em Portugal capaz de garantir a conjugação de três fatores: Qualidade das matérias-primas/formulação das receitas; equipamentos especializados para a produção de cerveja; Mestres Cervejeiros experientes. É, também, distinta na sua intenção de promover a cultura cervejeira. Para isso conta com uma fábrica com a capacidade indicada para poder dedicar-se à produção de pequenas quantidades, que possibilita o trabalho em variedade e o constante lançamento de novos produtos. Iniciamos com cinco estilos de cerveja, mas brevemente teremos novidades para apresentar. Outro fator que também distingue a marca de Cerveja Nortada é o seu carácter regional. Tem uma alma Portuense. É feita de pessoas para pessoas. O Norte não é uma região. É uma atitude. Ser do Norte é rir com vontade, ser acolhedor, mas senhor de si. É gostar dos nossos de forma desmedida e dizer a verdade olhos nos olhos. Aqui no Norte a que chamamos casa, somos maiores que um nome e que uma região. Somos o uníssono de uma pronúncia que nos distingue e enaltece. E temos um orgulho imenso, nela e em tudo o que é nosso. Cheios de garra, vamos sempre à luta. Damos sempre o melhor de nós. E a cada conquista celebramos de copo cheio. É exatamente por isso que assinamos a marca Nortada com a expressão: Genuinamente Melhor!

Briefing | De que modo pretendem transformar a Nortada numa marca de referência? Qual a estratégia?

TT | Não há propriamente uma estratégia para isso. Ser uma marca de referência será o resultado de um trabalho constante, coerente e dedicado de toda uma equipa de profissionais no sector cervejeiro. Se formos sempre fieis aos nossos princípios, seguramente que assim seremos reconhecidos pelos consumidores e, dessa forma, teremos uma marca de referência no mercado.

Briefing | Qual é o plano para manter a essência local da Nortada?

TT | Tanto eu, como o Pedro Mota, enquanto promotores deste projeto foram sempre muito perseverantes na definição de um conceito de proximidade. Para tal focaram-se em garantir uma fábrica no centro do Porto. Fazer uma Fábrica na Rua Sá da Bandeira, adaptar todo um edifício a todo um conjunto de especificidades e desenvolver em conjunto com os fornecedores os equipamentos adaptados a esta realidade foi quase um exercício ao estilo missão impossível. Mas esse trabalho está à vista de todos. E brevemente em Sá da Bandeira as Portas 208 e 210 estarão abertas ao público e a equipa da Fábrica de Cervejas Portuense estará preparada para receber os consumidores e partilhar com estes as experiências cervejeiras. Esse será sempre o plano para manter a essência local da marca Nortada. Estaremos ali, localmente e sempre muito próximo dos consumidores.

Criar uma cerveja com alma portuense. É esse o objetivo do Tiago

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

segunda-feira, 29 maio 2017 10:58

bt nl

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing