Entrevistas

Ser n.º1 em Portugal. É a ambição de Ricardo Pereira para a Globo

A 13 e 15 de agosto, a Globo foi o canal com mais audiência na televisão paga em Portugal, com oito programas entre os dez mais vistos. Os números são avançados pelo diretor, Ricardo Pereira, que reclama a liderança no prime time e desvenda a ambição de ser líder no cabo, disputando o mercado com as televisões de sinal aberto.

segunda, 27 agosto 2018 12:43
Ser n.º1 em Portugal. É a ambição de Ricardo Pereira para a Globo

 

Briefing | Qual o desempenho da Globo em Portugal?

Ricardo Pereira | Desde 1977, quando “Gabriela” estreou na RTP, novelas e programas da Globo sempre estiveram nos ecrãs portugueses. Na RTP, na SIC e, mais recentemente, nos nossos dois canais – Globo e Globo Now.  Os portugueses conhecem e gostam dos programas e das novelas da Globo. Por isso, as nossas novelas na SIC fazem sucesso. E por isso, hoje somos o canal de entretenimento mais visto do cabo em Portugal.

 Qual a média de espectadores diária?

A Globo é líder de audiência no prime time com audiências acima dos 120 mil espectadores. Na semana passada, no dia 15 de agosto, por exemplo, fomos líderes no cabo com estas audiências: ‘Cheias de Charme’, foi acompanhada por 141 mil viewers, seguida de ‘Deus Salve o Rei’, (135,8 mil), ‘Orgulho e Paixão’ (121,9 mil), ‘Páginas da Vida’ (116,4 mil), ‘Sangue Bom’ (111,4 mil), ‘Malhação: Vidas Brasileiras’ (108,2 mil), ‘Tieta’ (106,1 mil). Todas acima dos 100 mil no prime time. Normalmente, a audiência média diária fica em torno dos 50 mil por dia. Quanto ao GloboNow, sendo um canal premium, não temos números de audiência, mas estamos próximos dos 30 mil assinantes.

Quem são os espectadores da Globo em Portugal? Brasileiros ou portugueses? E de que idades?

O nosso público é, na sua grande maioria, composto por portugueses. Afinal, este canal é feito exclusivamente para Portugal com uma programação de novelas e séries. Estamos presentes em todos os operadores, chegando a cerca 3,7 milhões de casas em todo o país. A nossa audiência é principalmente feminina, entre 35 e 64 anos. Um perfil muito parecido com o dos canais free to air. Já o GloboNow tem uma audiência mais variada, formada por brasileiros e portugueses que conhecem e gostam dos nossos noticiários, reality shows, talk shows, futebol e música brasileira.

Há picos de audiência? Quais?

O nosso pico de audiência é sobretudo no prime time, período em que exibimos um bloco de novelas que engloba as inéditas ‘Deus Salve o Rei’ e ‘Orgulho e Paixão’ e reposições de grandes sucessos como ‘Cheias de Charme’, ‘Páginas da Vida’ e ‘Tieta’. No dia 6 de agosto, por exemplo, batemos o nosso record atingindo um share de 7,8% com a novela ‘Cheias de Charme’. Fomos o canal mais visto do cabo nesse horário.

E quais os programas mais vistos? Estamos a falar sobretudo de novelas?

Sim! As novelas são os programas mais populares da televisão portuguesa e as novelas da Globo são uma referência neste formato. Mas não só. A Globo tem investido muito na produção de séries de vários géneros, do drama ao humor, e essas novas séries fazem parte da oferta da Globo em Portugal.

A Globo reclama ter oito programas entre os dez mais vistos no cabo. Com base em que números?

A fonte dos nossos dados é a CAEM/GfK/MediaMonitor. Na semana passada conseguimos de facto emplacar oito programas entre os dez mais vistos do cabo nos dias 13 e 15 de agosto, dias em que a Globo foi o canal mais visto da televisão paga portuguesa.

Qual a estratégia para o mercado português?

A Globo é líder de audiência no Brasil. Faz parte do ADN da nossa marca. Queremos ser líderes do nosso mercado onde estivermos. Em Portugal, já somos líderes do prime time do cabo. Queremos mais. Num país com a penetração do cabo como a que existe em Portugal, o nosso objetivo é ser líder no cabo e disputar a audiência com os canais abertos.

 
Há programação própria?

No dia 10 de março estreámos o ‘Sem Cortes’, um programa pensado e criado exclusivamente para a Globo em Portugal e que nasceu com o objetivo de conectar ainda mais o público português com as emoções das produções dos Estúdios Globo. O ‘Sem Cortes’ é apresentado pelo Ricardo Pereira, ator português que já participou em diversas produções da Globo, entre elas a novela ‘Deus Salve o Rei’, que exibimos atualmente. Este programa acompanha a rotina dos atores no set, os bastidores das cenas e a dinâmica dos programas em direto. Este sábado, dia 25, às 20h, vamos estrear a segunda temporada do ‘Sem Cortes’, que inclui uma entrevista conduzida por Thiago Rodrigues à atriz Maria João Bastos, gravada na cidade do Porto.

 

E em matéria de publicidade, como têm evoluído as receitas?

As receitas publicitárias têm acompanhado o crescimento importante das nossas audiências. No último ano, dobramos a nossa faturação em Portugal.
Em abril entrámos no pacote da MEO e assim consolidamos ainda mais nossa oferta nas quatro plataformas. E o mercado publicitário está a premiar cada vez mais as nossas audiências, a flexibilidade e criatividade da nossa área comercial (a NOS Publicidade) e a força e o prestígio da marca Globo.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing