Entrevistas

Smileat! O Alberto tem planos para Portugal

Com 20% de quota de mercado em Espanha e uma faturação de 3,5 milhões de euros, a Smileat, marca de alimentação infantil biológica, veio para Portugal atraída pelo potencial deste segmento de mercado. Diz o cofundador, Alberto Jimenez, que o caminho é de crescimento: afinal, só o e-commerce já disparou 400%.

quinta, 06 junho 2019 12:55
Smileat! O Alberto tem planos para Portugal

Briefing | O que levou a Smileat a expandir-se para Portugal?

Alberto Jimenez | Portugal é um país com um enorme potencial, o consumo ecológico está a crescer a um bom ritmo e não existe demasiada concorrência, uma vez que as outras marcas apostam em mercados como Reino Unido ou Alemanha. No entanto, preferimos conquistar mercados em que a componente ecológica esteja ainda por explorar.

Qual o potencial do mercado nacional?

O mercado nacional tem um enorme potencial. O consumidor procura por este tipo de produto e não há tanta oferta como procura, por isso consideramos que é um momento perfeito para apostar em Portugal.

O que traz de inovador ao segmento da alimentação infantil?

Temos a noção de que não inventámos a roda, o que fizemos foi apostar em dois pilares: um produto ecológico de elevada qualidade, com a melhor matéria-prima, e uma nova forma de comunicar.

O que justifica a escolha dos pontos de venda? Porquê farmácias e parafarmácias? E porque não a grande distribuição (à exceção do El Corte Inglés)?

O canal especializado é a nossa primeira via de entrada nos países, são locais onde é possível recomendar e prescrever o produto. De uma forma geral, os farmacêuticos têm uma excelente opinião sobre os nossos produtos, valorizam o esforço que dedicámos do ponto de vista de qualidade do produto e a transparência da nossa empresa. Como segundo passo, e esperamos que seja num curto espaço de tempo, iremos avançar para o retalho.

Qual a estratégia para se dar a conhecer aos portugueses? Estão previstas campanhas de publicidade ou ativações de marca, por exemplo?

Participar em feiras e certames onde mães e pais possam vir a conhecer a Smileat e colocar questões sobre a marca faz parte da nossa estratégia. Presença em alguns meios de comunicação social e presença nas redes sociais são alguns dos veículos utilizados para a promoção da marca.

Qual a ambição para Portugal? Isto é, em termos de negócio, como espera fechar o ano de 2019?

Neste momento o mercado é pequeno, representando cerca de 5% da nossa faturação total, mas, por exemplo, o e-commerce cresceu 400%, o que significa que estamos num caminho de crescimento.

E em Espanha qual o desempenho esperado da marca?

Atualmente faturamos 3,5M €, com crescimento de 100% ao ano. Dispomos de 20% da quota de mercado da alimentação infantil ecológica em Espanha. Estamos satisfeitos com a evolução da marca e, acima de tudo, com muito foco em relação ao futuro. Uma das nossas premissas é "Think out of the box" visto que não pretendemos ficar com o que já fizemos até aqui, mas sim continuar a inovar.

Além de Portugal, há outros mercados de internacionalização?

França e China são os nossos focos principais.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

quinta, 06 junho 2019 13:43

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing