Entrevistas

Reinvenção. O futuro passa por aqui e é o que a Elsa faz no NewsMuseum

Criatividade e inovação. Estes são os eixos do futuro próximo da Cultura e dos respetivos profissionais, no entender da coordenadora dos Serviços Educativos do NewsMuseum, Elsa Luís. O futuro imediato vive-se no espaço virtual, como o museu está a fazer, com uma nova experiência de visitas escolares, enquanto não puder ser reativado o modo touch.

terça-feira, 12 maio 2020 12:57
Reinvenção. O futuro passa por aqui e é o que a Elsa faz no NewsMuseum

 

Briefing | Tendo em conta que o primeiro impacto da pandemia foi o encerramento do espaço, como se adaptou o NewsMuseum às novas circunstâncias?

Elsa Luís | Estivemos a estudar a fórmula para continuar a oferecer os conteúdos do equipamento, nomeadamente através dos serviços educativos, no contexto das restrições sanitárias decorrentes da pandemia. Ao mesmo tempo, continuámos a trabalhar nas redes sociais, adaptando os conteúdos às novas circunstâncias, nomeadamente através da sugestão de atividades que os nossos seguidores pudessem realizar em casa.

Acaba de lançar as visitas de estudo virtuais. O que levou a esta iniciativa?

O NewsMuseum é um espaço de aprendizagem, conta episódios da história contemporânea através da perspetiva dos Media, do Jornalismo e da Comunicação e de como estes também mudaram o mundo. Os Serviços Educativos do NewsMuseum sempre foram essenciais na estratégia de comunicação e aproximação a diferentes públicos, com uma relação particular com o público escolar, aliando a tecnologia e o entretenimento à educação e ao complemento dos conteúdos programáticos dos vários ciclos educativos.

Numa época de pandemia e confinamento, em que a própria comunidade escolar teve de se transformar e adotar novas estratégias para continuar em funcionamento, não podíamos deixar de acompanhar esse esforço e criar uma opção que se adapta a estas novas práticas de ensino e estudo. Assim, procurámos ultrapassar a barreira da distância física e oferecer aos estudantes uma nova experiência que se pretende diferenciadora, educativa e simultaneamente divertida. Além de as escolas que já nos conhecem poderem repetir a experiência com novas turmas, esta nova dinâmica oferece ainda uma outra possibilidade, a de chegarmos a mais escolas que, pela distância geográfica do próprio NewsMuseum, que se situa em Sintra, ainda não tinham tido a oportunidade de nos visitar.

O investimento no digital e nas novas tecnologias, de forma criativa e inovadora, é já uma marca do NewsMuseum, pelo que este foi um passo natural de desenvolvimento.

É possível estender o @zoom a outros visitantes?

Claro que sim! Ainda que, nesta primeira fase, tenhamos procurado o público escolar, até por coincidir com o retomar das aulas do 3º período, o formato de visita guiada é adaptável a grupos de outros contextos, nomeadamente ensino superior e profissional, e até outro tipo de organizações, como associações, centros culturais, instituições de solidariedade social.

Quais os desafios de comunicar uma marca de cultura no atual contexto?

A cultura, em tempos de crise como este, reveste-se, na minha opinião, de especial relevância, já que nos relembra de quem somos, da nossa identidade e dos nossos valores, devendo contribuir para sentimentos de segurança e estabilidade, que são condicionantes do bem-estar público. Neste sentido, e sendo um setor também ele em crise profunda, terá de criar formas alternativas e criativas para se reinventar e continuar próxima, sob diferentes formas, de quem sempre a procurou.

Felizmente que, na atualidade, dispomos de tecnologia, até de baixo custo e de acesso generalizado, que permite criar e recriar soluções que possam ajudar a cultura a continuar a prestar o seu serviço público, quer seja através de renovação de conteúdos para as plataformas digitais, quer, como no caso do NewsMuseum, na construção de soluções de maior aproximação e interatividade com diferentes públicos. O futuro próximo passará, certamente, pelo investimento na criatividade e inovação e, sobretudo, na reinvenção dos próprios profissionais de cultura. 

Qual é a expectativa relativamente ao retomar da atividade? O que vai mudar?

É mais fácil confirmar o que não vai mudar. O NewsMuseum vai continuar a ser participativo, pedagógico, experiencial. É um equipamento para ser melhor visitado em grupo e para ser mexido. Quase todas as salas são para mexer. Portanto, enquanto as autoridades sanitárias não considerarem prudente o exercício deste tipo de atividades, a nossa oferta continuará a ser virtual.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

terça-feira, 12 maio 2020 13:53

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing