Entrevistas

O que é ser kiaber? A Jacqueline apresenta a ambição da marca para Portugal

É difícil que os portugueses não se apaixonem pela cultura de felicidade da Kiabi. A convicção é da líder de Marketing da marca, que está em Portugal desde 2010 e tem, em 2020, um novo conceito de loja. Para este ano, a ambição é continuar a ser a insígnia “de moda preferida das famílias portuguesas”, reforçando a proximidade e notoriedade. Uma estratégia cujas alterações provocadas pela atual pandemia de Covid-19 não antecipa. “É prematuro”, diz Jaqueline Dias de Oliveira. Certa, assegura, é “a fase de crescimento no mercado português”.

segunda-feira, 06 julho 2020 12:46
O que é ser kiaber? A Jacqueline apresenta a ambição da marca para Portugal

 

Briefing | Qual o posicionamento da Kiabi?

Jaqueline Dias de Oliveira | A Kiabi é uma aliada diária. Cúmplice, familiar, acessível, amigável, simples e verdadeira, uma "aposta segura" e real para todas as mulheres e mães que encontram nas nossas lojas e no nosso site o que precisam para vestir toda a família pelo preço mais justo. Uma marca que oferece moda acessível a todos os géneros, idades, morfologias (incluindo o segmento plus size) e gostos. Uma moda para toda a família. Oferecemos roupas para momentos especiais, mas também para os momentos mágicos da vida cotidiana.
Acreditamos que as nossas roupas transportam consigo a emoção dos momentos que vivemos e que podem influenciar a maneira como nos sentimos, como nos comportamos. Na Kiabi, acreditamos que as roupas não servem apenas para nos aquecermos, para vestirmos, mas que também têm um poder mágico: absorver a felicidade dos momentos que vivemos e de cada um de nós.
A Kiabi não retrata a felicidade em termos absolutos como um ideal impossível, mas antes enquanto momentos de felicidade, momentos mágicos da vida quotidiana em que todos se podem encontrar. É aqui que tem origem a nossa tagline “A felicidade fica-te tão bem”.

De que modo é que o posicionamento se enquadra no novo conceito de loja?

O conceito K3 das nossas lojas próprias e o recente conceito K3 light das nossas lojas franchisadas de Beja, Évora e Pombal proporcionam uma melhor experiência de compra aos nossos clientes, destacando as diferentes linhas de produtos para toda a família e para todos os gostos e tamanhos: homem e mulher, ambos com oferta plus size, bebé, criança e júnior para menino e menina, puericultura, maternidade, lingerie, underwear.
A iluminação, o mobiliário, a decoração e o espaço facilitam o acesso aos nossos produtos, assim como uma melhor apresentação das nossas coleções.
O quiosque interativo traz um refinado toque tecnológico que permite consultar uma vasta seleção de tamanhos e produtos, assim como saber a disponibilidade dos mesmos nas lojas e no site kiabi.pt. É ainda possível efetuar uma e-reserva através do site e recolher posteriormente o produto na loja.

 

Como evoluiu a marca desde que entrou em Portugal?

Desde que abrimos a nossa primeira loja franchisada em Portugal, em 2010, que fomos recebidos com muito carinho pelo povo português. Em 2015, retomámos os estudos do projeto para a abertura de lojas próprias. Foi então que, em 2017, inaugurámos duas lojas, uma na Grande Lisboa, no centro comercial Alegro Sintra, e outra no Grande Porto, no Mar Shopping Matosinhos. No mesmo ano, lançámos o nosso site e-commerce. No final de 2018, inauguramos a nossa terceira loja própria, no centro comercial UBBO, e este ano as nossas lojas franchisadas de Beja, Évora e Pombal renovam-se para celebrar a nova experiência de compra, afirmar a nossa presença local e potencializar o nosso volume de negócios.

De que forma é que a Covid-19 está a ter impacto na estratégia da Kiabi?

Neste momento, é prematuro discutirmos o impacto desta pandemia na nossa estratégia.

Qual a quota de mercado da marca a nível nacional e como pretende aumentá-la?

Dadas as atuais circunstâncias que o país e o mundo enfrentam, preferimos não mencionar valores. Podemos afirmar, no entanto, que a Kiabi se encontra numa fase de crescimento no mercado português.

Quais as ambições para este ano em Portugal?

Continuarmos a ser a marca de moda preferida das famílias portuguesas, valorizando a felicidade dos nossos colaboradores, parceiros e clientes, assim como reforçando o nosso compromisso com o meio ambiente, garantindo uma proposta de valor sólida e justa.

 

O plano de expansão a nível nacional vai manter-se? Têm planos para abrir novas lojas?

Diante desta situação de pandemia mundial que estamos a viver – e que esperamos que seja passageira – a nossa principal preocupação é a saúde de todos. Acreditamos que esta não é a melhor altura para falarmos do nosso plano de expansão, mas teremos prazer em apresentá-lo num futuro próximo.

O objetivo é ter mais lojas próprias e franchisadas? Há preferência por uma das opções?

O nosso objetivo é estarmos cada vez mais próximos das famílias portuguesas, e no melhor local, seja com lojas próprias ou franchisadas.

 

Como pretendem aumentar a notoriedade da marca em Portugal?

Continuando o trabalho que temos feito nestes últimos dois anos, de afirmação da marca no mercado português, e também atingindo alguns eixos estratégicos, especialmente na parte de responsabilidade social, e continuando a conciliar a qualidade-preço dos nossos produtos.
Nesta fase de crescimento, há muito para dizer e mostrar e precisamos de apresentar a nossa essência aos portugueses. É difícil não nos apaixonarmos por esta happy cultura, e é difícil não se tornar um Kiaber à primeira vista.

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing