Entrevistas

O que vale Portugal para a FOREO? A Evan responde

O mercado português é importante para a FOREO e contribui de forma significativa para os resultados da marca sueca de beauty tech na Europa Ocidental. A garantia é dada pela general manager Western Europe, que indica o país como um espaço para experimentar e explorar novas ideias e criações. É que, nota Evan Lai, os consumidores nacionais estão abertos a novas experiências e soluções.

quarta-feira, 14 setembro 2022 12:22
O que vale Portugal para a FOREO? A Evan responde

Briefing | O interesse por skincare tem aumentado substancialmente nos últimos anos. De que forma tem este crescimento influenciado os resultados da FOREO?

Evan Lai | A FOREO lidera uma nova categoria nos cuidados da pele e, com este aumento, temos assistido também ao crescimento da marca. Este crescimento varia, obviamente, de mercado para mercado, mas, em geral, tem estado alinhado com o crescimento da categoria de skincare. 

Qual foi a performance da FOREO em 2021 na Europa Ocidental? E em Portugal?

O ano de 2021 foi um ano interessante, para nós, na Europa Ocidental, bem como em Portugal. Encerramos 2021 de forma muito semelhante à de 2020. As categorias de cuidados pessoais e de bem-estar cresceram exponencialmente em 2020 e, para nós, termos sido capazes de manter números semelhantes é um grande indicador da saúde do setor.

De que forma impactou as vendas o aumento dos pontos de venda físicos em território nacional? Há planos para aumentá-los?

Tal como muitos dos nossos mercados mediterrânicos, o mercado português é orientado pelas vendas offline. A transformação digital de muitos parceiros retalhistas e os comportamentos dos consumidores online foram exacerbados pela Covid-19 em 2020. O nosso negócio online representa cerca de 14% das nossas receitas e temos planos para abrir novos POS (points of sale) estratégicos em Portugal.

Qual a importância do mercado português para os resultados globais?

O mercado português sempre foi importante para a FOREO e tem uma contribuição significativa para a nossa região, apesar de ter menos população em comparação com outros mercados. Vemo-lo como um mercado onde exploramos novas ideias, novas criações, pois, em geral, percebemos que os consumidores portugueses estão abertos a novas experiências e soluções.

Qual o perfil do vosso cliente?

Temos uma variedade de perfis de clientes, dependendo das soluções/benefícios que estamos a fornecer e das necessidades a que estamos a responder. Uma coisa que é comum entre eles é a valorização dos nossos valores de marca e a abertura à inovação e à adaptação e utilização da tecnologia.

Uma vez que o rendimento médio em Portugal é menor do que na média da Europa, o perfil de cliente FOREO também difere?

Apesar da diferença no rendimento médio em Portugal, não verificamos nenhuma grande diferença no perfil do cliente.

Qual a estratégia de marketing delineada para manter o crescimento da marca? Continua a ser necessário focar na explicação do produto?

Para que a marca continue a crescer, precisamos de continuar a envolver e a educar os consumidores. O nosso setor e as tecnologias também mudam e avançam extremamente depressa, por isso haverá sempre um foco na explicação do produto. Os canais, bem como a forma de explicar os produtos, e dependendo do produto em si, irão variar.

Que papéis têm as redes sociais como o Instagram e TikTok?

FOREO é uma marca nativa digital. O crescimento e a expansão ocorrem em paralelo com o boom das redes sociais, tais como o Instagram. Com o crescimento e a popularidade dessas plataformas, assistimos ao aumento do marketing de influência. Estas redes permitem-nos alcançar novos públicos, comunicar e interagir com os consumidores de uma forma que anteriormente não era possível. Há seis ou sete anos, a FOREO foi uma das primeiras marcas a lançar, em muitos mercados, estratégias para as redes sociais como um pilar chave da sua estratégia global. Hoje, as redes sociais ainda desempenham um papel importante para nós e estão bem integradas nas nossas estratégias globais. 

Em que sentido perspetiva que se desenvolverá a indústria de beauty tech?

As tecnologias atualmente disponíveis estão a avançar e a desenvolver-se a uma velocidade incrível. Já existe um movimento no sentido da personalização, quer seja através do uso de Inteligência Artificial, prevendo os nossos comportamentos e necessidades, quer através da utilização de biotecnologia, para criar produtos de pele/cabelo que combinem e sejam mais adequados ao nosso ADN. A tecnologia da beleza pode também ir facilmente na direção da saúde e bem-estar em geral e estar integrada na nossa vida quotidiana.

A FOREO pondera a entrada em novas áreas de mercado?

Sim. Na FOREO, somos movidos pela inovação e estamos sempre à procura de formas para melhorar ou para fazermos as coisas de forma diferente. Iremos, certamente, explorar novas áreas de mercado num futuro próximo

O que podemos esperar em termos de novos produtos? O alargamento da gama centra-se em gadgets ou produtos acessórios?

Em 2022, o nosso foco NPL (New Product Launch) está nos dispositivos. Teremos algumas melhorias nos produtos atuais, assim como alguns dispositivos completamente novos e cosméticos em fase de preparação para o futuro próximo.

Qual a ambição para 2022?

A nossa ambição para 2022 é continuar a construir a nossa comunidade de apaixonados pela FOREO, alcançar o maior número possível de potenciais fãs e garantir que continuamos a educar e a promover o discurso sobre a saúde da pele e sobre a tecnologia na beleza.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

quarta-feira, 14 setembro 2022 13:16

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing