Entrevistas

APAN debate “Better Marketing”. Porque as pessoas têm de estar no centro das marcas

Um marketing com propósito, que gere crescimento através de uma mudança positiva na sociedade. É este o princípio que justifica que a Conferência Anual da APAN – Associação Portuguesa de Anunciantes, esta quarta-feira, seja sobre “Better Marketing”. A  secretária-geral, Manuela Botelho, explica que o objetivo é colocar as pessoas no centro das marcas.

segunda-feira, 19 setembro 2022 12:37
APAN debate “Better Marketing”. Porque as pessoas têm de estar no centro das marcas

Briefing | O que justificou a escolha deste tema para a conferência anual da APAN?

Manuela Botelho | O tema do “Better Marketing” tem associado a ideia de uma abordagem ao marketing recentrada nas pessoas; um marketing com propósito, orientado para gerar crescimento, através de uma mudança positiva na sociedade. Sabendo o importante papel que os profissionais de marketing têm nas organizações e o seu compromisso na criação de valor, é fundamental o seu alinhamento e contributo para a melhoria do mundo em que vivemos. Por isso, queremos abordar temas como inovação, autenticidade, transparência e criatividade para a construção do futuro das marcas enquanto agentes de mudança da sociedade.

Precisamos de melhor marketing? Em que medida? E o que é exatamente "melhor marketing"?

Durante muitos anos, as marcas centraram-se nelas próprias, na qualidade e diferenciação dos seus produtos, e hoje o fundamental é colocar as pessoas (e não os consumidores) no centro das nossas preocupações e prioridades. Isso é “melhor marketing” e interessa a todos. Hoje, há inúmeras distrações, seja a fragmentação do orçamento ou a proliferação e digitalização dos canais, criando simultaneamente, e na mesma medida, enormes distrações e oportunidades. No entanto, todas essas novas oportunidades precisam de ser constantemente enquadradas, colocando as pessoas em primeiro lugar. É essa reflexão que vamos fazer.

O marketing como força para o bem ganhou maior peso nos últimos anos, fruto do contexto?

É essa a tendência. A nossa indústria continua a ter de reconstruir diariamente a confiança nas suas marcas se quiser construir valor. O propósito tem sido um dos mantras da indústria de marketing na última década e a maioria dos profissionais tende a concordar que as marcas podem defender algo, ou ter um princípio que oriente a sua ação. Mas é sempre bom lembrar que a confiança se baseia nalguns princípios básicos.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing