Mostrando artigos por etiqueta: entrevista

segunda-feira, 30 janeiro 2012 11:31

Marcas têm que ser positivas

Marcas têm que ser positivas

A situação de crise económica que se vive em Portugal "leva a que as marcas tenham de ser um fator positivo do ponto de vista de reanimação do consumo privado", afirma Luís Mergulhão. Com um mercado publicitário que vale menos do que há 10 anos, o CEO do Omnicom Media Group Portugal acredita que a recuperação passa por uma parceria entre agências de meios e marcas e um aumento do peso da comunicação publicitária.

sexta-feira, 20 janeiro 2012 11:59

Plano de expansão mantém-se

Plano de expansão mantém-se

"O plano inicial era termos sete lojas até 2015, mas esse prazo pode vir a ser alargado devido à conjuntura. O mais importante para nós e para Portugal é que ainda existe espaço para crescer e a Ikea acredita em nós, pelo que mantemos o plano de expansão". É assim que Kristina Johansson, 41 anos, country manager da Ikea Portugal desde abril de 2010, define a estratégia para um mercado que é um verdadeiro caso de sucesso na história do grupo sueco.

terça-feira, 17 janeiro 2012 10:54

Crise não afeta comunicação

Crise não afeta comunicação

"Não ficámos mais pessimistas ou menos divertidos por estarmos numa situação de crise, o nível e o tom da comunicação mantêm-se. Acreditamos que, assim, nos destacamos mais no contexto em que vivemos: é a nossa aposta. Compreendemos a crise, a crise afeta-nos as receitas, mas não a comunicação". É assim que António Carriço, 60 anos, diretor de Marca e Comunicação da Vodafone Portugal, define a estratégia para uma marca que quer ser reconhecida como operador total de comunicações.

terça-feira, 27 dezembro 2011 10:26

Redes sociais são irreversíveis

Redes sociais são irreversíveis

As redes sociais são um "fenómeno que irá durar décadas, não vai desaparecer. O máximo que pode acontecer é evoluir", afirma Mark Holden, strategy and planning director da PHD, empresa que pertence ao Omnicom Media Group, e que esteve em Lisboa para participar no Eurobest. É o autor principal de um livro sobre como a tecnologia e os social media mudarão o mundo.

quinta-feira, 15 dezembro 2011 12:43

Construir uma marca global

Construir uma marca global

"As marcas têm que se ajustar ao perfil das companhias e hoje o ADN da EDP mudou, de uma empresa cuja actividade assentava quase exclusivamente em Portugal para uma empresa de cariz multinacional", diz Paulo Campos Costa, director de Comunicação e Marca da EDP. Essa foi uma das razões que levou o grupo português a mudar a sua imagem em 2011.

terça-feira, 13 dezembro 2011 10:37

"A confiança e a felicidade andam de mãos dadas"

"A confiança e a felicidade andam de mãos dadas"

Confiança é hoje a palavra-chave em domínios tão diversos como a reputação, a motivação de colaboradores e a gestão da relação com os stakeholders. Continua a ser uma das melhores receitas para enfrentar as crises. A propósito da Happy Conference e da confiança, Maria João Martins, directora de Recursos Humanos do Centro Corporativo da EDP fala sobre o assunto.

quinta-feira, 06 outubro 2011 00:01

SIC e TVI saberão “adaptar-se à evolução”, diz Arons de Carvalho

Alberto Arons de Carvalho

Na comemoração do 19º aniversário da televisão privada em Portugal, Alberto Arons de Carvalho, professor universitário e ex-Secretário de Estado da Comunicação Social, em declarações ao Briefing, considera que “o balanço da televisão privada é positivo”. Na sua opinião, o futuro passa pela “adaptação à era digital, desde a presença noutras plataformas até aos canais temáticos”.
segunda-feira, 26 setembro 2011 13:30

Crise penalizou o jornal

Pedro_Nunes_Pedro

“Não vou negar que o Público este ano tem sido penalizado face à concorrência. Competimos com os outros generalistas, competimos com os económicos e ao fim-de-semana competimos com o Expresso”. É este o contexto em que Pedro Nunes Pedro, 46 anos, administra o título, apostado em travas a queda nas vendas e na publicidade no impresso e em fazer crescer as receitas no digital.
segunda-feira, 05 setembro 2011 15:14

O País precisa de uma injecção de imaginação

Carlos_Coelho_ivity_brand_corp

“Temos obrigação de desorganizar o sistema, acho mesmo que temos a obrigação cívica de o fazer. São palavras agressivas, mas quando falo em destruir não é no sentido da destruição física, mas sim criativa”. É nisto que acredita Carlos Coelho, 47 anos, presidente da ivity brand corp. E defende mais: defende que se liberte a energia criativa dos portugueses, que se tirem as gravatas do cérebro e que se bombardeiem os dogmas. Tudo isto para reconstruir o País genial que é Portugal.
quinta-feira, 25 agosto 2011 15:19

Aeroportos são uma montra

luis_rodolfo

Programas culturais e música ao vivo são algumas das novidades que o aeroporto de Lisboa terá em 2012. Trata-se de um novo espaço comercial com muito potencial para as marcas. É que, como diz Luís Rodolfo, director de retalho da ANA, Aeroportos de Portugal, "os aeroportos são como uma montra espectacular e devem ser encarados como um novo canal de vendas".

Pág. 4 de 5

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing