Fibra

Apoiar 50 mil startups até 2020 é o objetivo da Microsoft

A Microsoft Portugal dá início ao projeto Ativar Portugal Startups, uma iniciativa que visa a criação e crescimento de novas empresas tecnológicas, com potencial para fazer sucesso internacionalmente. O objetivo é contribuir para o surgimento de 50 mil startups até 2020.

quarta, 25 março 2015 11:15
Apoiar 50 mil startups até 2020 é o objetivo da Microsoft

Além desta meta, a Microsoft Portugal pretende o potenciamento de 130 mil novos postos de trabalho e conseguir uma taxa de sucesso de 50% para as pequenas empresas, e ainda que entre 5 e 10 startups valham mil milhões de dólares.

Para cumprir estas missões, a Microsoft Portugal reuniu aceleradores de startups, incubadoras, empresas de capital de risco e business angels, e onde se destacam nomes como AICEP, APBA, Beta-I, Caixa Capital, DNA Cascais, Espírito Santo Ventures, Faber Ventures, Fábrica de Startups, IPN Incubadora, Portugal Ventures, Startup Braga, Startup Lisboa, Startup Pirates e UPTEC.

Os parceiros do Ativar Portugal vão apoiar as startups em quatro áreas (ferramentas, pessoas, negócios e visibilidade), beneficiando aquelas de software, ferramentas e serviços Cloud da Microsoft, gratuitamente, graças ao programa BizSpark, que já apoiou 700 empresas nacionais.

Outro dos benefícios é o acesso a mentores com diferentes especializações e à rede de clientes e parceiros da Microsoft, nacionais e internacionais, para promoverem as suas empresas e acelerar o acesso a novas oportunidades de mercado. Também o acesso a financiamento será facilitado, não só pelo apoio de entidades, mas também do programa MAIS/Portugal 2020.

A tudo isto soma-se um prémio anual criado pela Microsoft Portugal, que pretende destacar a startup portuguesa com maior potencial de escala.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing